Arquivo - Dezembro 2017

1
TSE pode cassar eventual diplomação de Lula e Bolsonaro, diz Gilmar
2
Prefiro vencer Lula nas urnas do que vê-lo na cadeia, diz FHC em discurso
3
Raul Henry chama Orlando Tolentino de “Cupincha” e Fernando Bezerra de mau caráter
4
PSDB: Alckmin é aclamado presidente, mas partido segue fraturado
5
Ex-vereador Toninho assume presidência do PR 
6
Magno Malta usa CPI para se promover como vice de Bolsonaro
7
Apenas duas alternativas para o PT: ou Marília ou Paulo
8
Miguel Coelho tem razão novamente! Vale tudo em Petrolina
9
Reconhecemos: Miguel Coelho tá certo!
10
Baronesas se desprendem e AMMA faz alerta em Petrolina
11
Idosos de Petrolina darão boas vindas ao Natal com apresentações de pastoril
12
Ministro da Saúde anuncia investimento em Petrolina
13
Alckmin deve afirmar que ‘Lula será condenado nas urnas’
14
UFRGS pode desligar 239 estudantes suspeitos de fraudar cotas raciais
15
Inspeção veicular será obrigatória no Brasil inteiro a partir de 2020
16
Ministro Antonio Imbassahy entrega carta com pedido de demissão

TSE pode cassar eventual diplomação de Lula e Bolsonaro, diz Gilmar

TSE pode cassar eventual diplomação de Lula e Bolsonaro, diz Gilmar

presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Gilmar Mendes, disse nesta segunda-feira (11), em Washington, que a corte pode tomar em fevereiro medidas mais fortes contra as pré-campanhas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ).

Gilmar Mendes afirmou que, se comprovado abuso de poder econômico, os candidatos podem ter a diplomação cassada.

Na semana passada, o TSE julgou improcedentes representações da Procuradoria-Geral Eleitoral contra os dois por suposta campanha eleitoral antecipada.

“Aqui não há só essa pergunta sobre a legalidade. Quem está financiando? Isso pode levar ao reconhecimento de abuso de poder econômico, que pode levar à própria cassação do diploma. É preciso ter muito cuidado com isso. Mas isso está sendo registrado, embora nós tenhamos evitado -eu fui voto vencido- a aplicação de uma sanção”, disse.

Por outro lado, Gilmar Mendes avalia que nesse momento as punições são complicadas, pois há uma lacuna no sistema para esta fase da pré-campanha.

“Caravanas, reunião para showmício, comício, carros de som, carreatas e coisas do tipo não são feitas de forma tão improvisado. Alguém está financiando isso”, destacou.

“Há estruturas aí que já passam da linha, jatinhos, deslocamentos de caravanas, ônibus, reunião organizada de pessoas e tudo mais. Tudo isso precisa ser avaliado. Acho que esse vai ser o tema do tribunal já em fevereiro.”

O ministro lembrou ainda que o TSE vem trabalhando em parceria com o Coaf e a Receita Federal na identificação de CPFs de laranjas no sistema de doações de campanha. Ele lembrou que nas eleições municipais de 2016 foram identificados mais de 300 mil CPFs de pessoas sem capacidade eleitoral.

“Nas eleições municipais de 2016, nós temos o número de 730 mil doadores, dos quais, talvez, mais da metade são suspeitos. O que isso sugere? Que pessoas estão usando recursos disponíveis e distribuindo por CPF para que se façam doações”, afirmou.

Gilmar Mendes participou na manhã desta segunda-feira da assinatura de um convênio para a observação das eleições gerais de 2018 pela Organização dos Estados Americanos (OEA). Essa será a primeira vez que a instituição acompanhará o processo eleitoral no Brasil, com o objetivo é conhecer melhor o sistema brasileiro e apresentar contribuições para o seu aperfeiçoamento.

Com informações da Folhapress.

Confira vídeo:

Prefiro vencer Lula nas urnas do que vê-lo na cadeia, diz FHC em discurso

Durante seu discurso na convenção do PSDB, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso alfinetou o ex-presidente Lula (PT), dizendo que prefere derrotá-lo nas urnas do que vê-lo preso. “Eu já ganhei do Lula duas vezes e temos energia para combatê-lo cara a cara. Eu prefiro combatê-lo na urna do que vê-lo na cadeia”, afirmou o tucano neste sábado (9).

FHC ainda fez uma defesa enfática da reforma da Previdência e sobre a candidatura do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, à Presidência da República. Ainda sobre Alckmin, FHC disse que ele é “um ser humano” capaz de seguir a máxima de que líder não é quem “segue a maioria”, e sim quem “forma a maioria”.

Ainda em seu discurso, o tucano disse que não sabia se participaria de uma nova convenção nacional, pois, com 86 anos, “era hora de descansar” e lamentou que o Brasil esteja vivendo “uma tragédia” e era duro ver a situação depois de tantas décadas tentando construir a democracia no país.

E finalizou conclamando o PSDB a fazer o mea-culpa dos erros e “colar o ouvido na terra” para ouvir a população brasileira. “O povo está enojado e irritado como todos nós. Sente como uma grande traição nacional. Temos que respeitar a percepção popular. As pessoas querem coisas simples: decência, transporte, segurança, trabalho”, disse o ex-presidente FHC.

Raul Henry chama Orlando Tolentino de “Cupincha” e Fernando Bezerra de mau caráter

O deputado Jarbas Vasconcelos e o vice-governador Raul Henry, que enfrentam  o senador Fernando Bezerra Coelho, pelo controle do PMDB-PE, voltaram a criticar mais uma vez a atitude daquele que quer tomar o partido para si. Segundo os políticos, Fernando Bezerra agiu com mau caráter.  “É um ato indigno, de mau-caratismo. Não aceitamos e não vamos aceitar. Vamos lutar em todas as frentes para preservar nossa integridade e identidade política”, colocou Henry.

Raul Henry reafirmou que seu grupo foi “traído”. “Foi uma atitude puro  oportunismo. Quando Jarbas não aceitou  a entrada do senador no partido , ele foi para Brasília pedir para que um dos seus ‘cupincha’  assinasse um pedido de dissolução do PMDB e se filiou 48h horas depois”, pontuou.

Esse “cupincha” a quem os políticos se referem,  é Orlando Tolentino, hoje, assessor especial e   a quem os vereadores de oposição em Petrolina chamam de olheiro e cuidador dos vereadores na Casa Plínio Amorim . A disputa entre Fernando, Jarbas e Henry,  deve ter um desfecho no próximo dia 17, quando será realizada a convenção da legenda.

Os dois políticos, tem se movimentado e buscado apoio para que possam sair como vitoriosos nessa situação. Na última quarta-feira (06), Jarbas e Raul foram ao encontro do presidente Michel Temer (PMDB), para tratar do assunto. Depois de despejarem suas lamúrias para Michel Temer, o  presidente prometeu de conversar com o senador Romero Jucá e o relator do processo de dissolução da executiva estadual da sigla, o deputado Baleia Rossi.

“A conversa foi muito cordial e ele (Temer) disse que não estava acompanhando isso, porque tinha grandes tarefas à frente da chefia de Estado”, pontuou Henry.

“O partido estadual hoje é o que mais cresceu no Brasil. É aberto. Tanto que FBC, quando manifestou a intenção de entrar no partido, não houve uma declaração nossa contra sua entrada. Pelo contrário, teve uma declaração de Jarbas elogiando a possibilidade de ele entrar no partido”, finalizou o  vice-governador.

Significado de Cupincha: Amigo, companheiro, capanga ou comparsa partidário.

 

cristina costa

PSDB: Alckmin é aclamado presidente, mas partido segue fraturado

Geraldo Alckmin comemora após ser eleito presidente nacional do PSDB, após convenção do partido em Brasília (DF) - 09/12/2017Com  471 votos a favor e apenas 3 contra, os  delegados do Partido Socialista Democrático Brasileiro (PSDB),  votaram e escolheram a chapa única acordada entre caciques tucanos, encabeçada por Geraldo Alckmin, para presidir o partido no próximo ano. Trocando em miúdos  significa dizer  que a consolidação do nome do governador de São Paulo como candidato do partido à presidência da República, já é um fato. Mas essa união que  é FAKE, se confirma nos números e não na prática.

Não existe dentro do partido , um nome que dê frente ao de Alckmin . O que acontecerá no ano que vem, será a apresentação da  pré-candidatura do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, para disputar prévias contra Alckmin. No entanto, se especula que isso será apenas um teatro e jogada de  marketing,  para colocar o nome do prefeito em evidencia para disputar  o governo do Amazonas.

vale lembrar que para Alckmin, o buraco é mais embaixo  e o governador de São Paulo tem que escalar uma montanha todos os dias. Ao ser escolhido  presidente, Alckmin,  joga fogo no ninho tucano, e joga ambições de outros concorrentes para dentro de um cofre que pode ser aberto a qualquer momento.

Marconi Perillo, governador de Goiás, e o senador Tasso Jereissati queriam a presidência do partido. José Serra estava ávido para disputar com Alckmin um assento na corrida da  candidatura presidencial. Em suma, o bico do tucano está fraturado, e consertar isso precisa ser urgente.

 

Ex-vereador Toninho assume presidência do PR 

Resultado de imagem para Toninho de petrolina

 

 

O ex-vereador Antônio Passos assumiu na última semana a Comissão Provisória do PR – Partido da República, a legenda era comandada por Klebio Bezerra, que foi assassinado no mês de agosto nas proximidades do aeroporto de Petrolina. O partido tem como presidente estadual, o deputado federal Sebastião Oliveira. Com a decisão, o Diretório estadual  visa fortalecer e retomar o processo eleitoral em 2018.

 

Ruy Wanderley

Magno Malta usa CPI para se promover como vice de Bolsonaro

Magno Malta usa CPI para se cacifar como vice de Bolsonaro

Presidente de uma CPI no Congresso pela quarta vez, o senador Magno Malta (PR-ES) tem um desafio pela frente: conseguir adiar o fim da comissão no Senado que investiga maus-tratos a crianças e adolescentes. O prazo acaba neste mês e sua intenção é prorrogá-lo até o fim do primeiro semestre de 2018. Isso porque as reuniões do colegiado têm sido usadas como uma espécie de “palanque” eleitoral para o senador, ligado à bancada evangélica, e cotado para ser vice em uma eventual chapa presidencial do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) – de malas prontas para o Patriota.

“Isso é coisa das redes sociais”, diz Malta quando questionado sobre a dobradinha. Ele admite, porém, afinidade de ideias com o vice-líder nas pesquisas de intenção de voto. “Nós somos amigos, defendemos a família, a Pátria, acreditamos em um País que canta o Hino Nacional”, afirma o senador. Fotos dos dois juntos estão nas redes sociais tanto nas de Malta quanto nas de Bolsonaro.

A atuação do senador na CPI da Pedofilia, concluída em 2010, o tornou uma espécie de celebridade nas redes sociais, sobretudo em grupos de direita. Desde então, tem usado o tema como uma das principais bandeiras e na CPI dos Maus-Tratos repete a estratégia que lhe garantiu a reeleição há sete anos.

“Está detectada uma movimentação mundial e com foco no Brasil a partir dos museus. Eles descobriram que poderiam abrir caminho para a legalização da pedofilia no mundo, incutindo na mente das pessoas a partir da arte”, afirmou o senador em uma das primeiras reuniões do colegiado, ainda em outubro, quando pegou carona nas polêmicas envolvendo a exposição Queermuseu, em Porto Alegre, e a performance La Bête, em São Paulo, para promover a CPI. As duas mostras foram acusadas nas redes sociais de incentivar a pedofilia.

“A enxurrada de denúncias de pedofilia foi muito grande quando criamos a CPI. E o que acabou contaminando o debate foi que os casos das exposições tiveram reações muito fortes da sociedade”, diz o senador José Medeiros (Podemos-MS), relator da CPI.

Pessoas ligadas às duas mostras foram convocadas a dar explicações e vídeos com declarações de Malta enfrentando os depoentes foram difundidos por simpatizantes do senador, sempre com milhares de visualizações.

A principal polêmica da CPI até agora, porém, ocorreu quando Malta levou um presidiário acusado de pedofilia para depor. O homem chegou algemado e sem advogado ao Senado. Questionado por Malta se já havia sido abusado sexualmente, disse que sim e chorou no meio da sessão.

A estratégia, porém, tem sido esvaziar as reuniões da comissão, que dificilmente consegue reunir o quórum completo, de sete senadores. “O fato central, os maus-tratos a crianças e adolescentes, poderia e deveria ser mais aprofundado e não ficar em alguns casos midiáticos”, diz a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), suplente na comissão.

Outros integrantes, em caráter reservado, também criticam o que chamam de “desvirtuamento” da CPI para promoção pessoal de Malta. O senador, porém, rebate os críticos e diz que conseguirá prorrogar os trabalhos da comissão. Para isso, afirma já ter 40 assinaturas – são necessárias 27 – para levar a CPI por mais alguns meses.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Apenas duas alternativas para o PT: ou Marília ou Paulo

Resultado de imagem para Duas alternativas

Lançar candidatura  própria ao governo estadual tendo a  vereadora Marília Arraes como cabeça de chapa , ou abraçar  o PSB apoiando  a reeleição do governador Paulo Câmara. Esse é o dilema que o PT em pernambuco vai enfrentar nesses próximos meses.

O PT pernambucano começa  a enxergar com mais nitidez o campo político desenhado no Estado, e aos poucos vai tirando a nuvem que embaçava a visão geral,  do que realmente pode acontecer em relação à sua posição política em relação a 2018.

Como o PTB  de Armando Monteiro está descartado de fazer qualquer aliança com o Partido dos Trabalhadores devido aos seus feitos nos últimos  meses,  sobrariam apenas aquelas duas alternativas: ou Marília ou Paulo!

A candidatura de Marília, vai cada dia tomando forma , e forma com possibilidade política forte  e eleitoral mais forte ainda. E Marília,  pode contar com uma ajuda de muito peso.Por estar com nome fortalecido politicamente no Estado pernambucano , o ex-presidente  Lula, de passagem e por tabela, sem dúvidas dá Marília,  um folego a mais em qualquer eleição.

Mesmo enfrentando  o desvelo  do senador Humberto Costa, Marília segue a passos largos para confirmar seu nome à disputa  do governo. Todos sabem que Humberto está mesmo é preocupado com a sua reeleição, por isso está interessado na volta do PT  aos braços da  Frente Popular.

Mas como justificar essa volta ao antigo amor? Como explicar os xingamentos de “PSB golpista? Isso certamente vai custar caríssimo, se  essa reaproximação de fato acontecer .

Quem não lembra de 2013, quando houve o rompimento? Pois então!  O negócio é voltar para o inicio e mais uma vez lembrar: ou Marília ou Paulo!

 

 

cristina costa

Miguel Coelho tem razão novamente! Vale tudo em Petrolina

 

Vale tudo em Petrolina! Até vale chamar a imprensa de crítico de plantão. Mandar recado, dizendo que alguns usam a imprensa como voz para falar aquilo não tem coragem de dizer abertamente , fazendo dela um trampolim para ser visto e aclamado. É o que deixou claro,  o recado que o prefeito de Petrolina Miguel Coelho, vociferou aos microfones na solenidade com o ministro da Saúde Ricardo Barros, nesta sexta-feira 8 .

Miguel disse que de nada adianta reclamar,  principalmente pelos meios de comunicação ,e disse ainda que  se não pode colaborar com o governo, não reclame.  “Ficar de birra na imprensa não ajuda. Queremos é quem nos ajude a trabalhar”, disse o prefeito.

Miguel Coelho tem razão novamente.

Mas é bom lembrar ao prefeito,  que aqui em Petrolina tem blog sem autoria para disseminar o que quer e planta em rádios e jornais  peças de propaganda travestidas de noticiário.

É bom também lembrar que  imprensa regional está dominada pela publicidade municipal . Sem contar o incomensurável espaço que o governo Novo tempo tem na mídia nestes últimos 12 meses, falando o que bem entende , contra ou a favor do que bem queira.

O resultado em Petrolina é só um:   o governo Novo tempo  é a opinião mais forte e se tornou ponto central de todas s questões. E como não haveria de ser? Não importa a barbaridade que diga, a sua verdade se dissemina como verdade municipal. Os fatos? Danem-se os fatos, o que vale é a versão do Novo Tempo.

Não satisfeito, ele e agora se vira para agredir o último  baluarte  democrático de crítica, provocação e cobrança -a imprensa. Tudo porque é  a imprensa livre que expõe aos Petrolinenses o contraponto o outro lado da carta.

Mas pensando bem, ele têm razão: a imprensa incomoda muito, tanto quanto o ciúme destrói e a verdade dói.

A imprensa está cumprindo o seu papel social ao mostrar o outro lado dos fatos. No entanto,  parece que todo politico, quer apenas eliminar o incômodo.A imprensa não pode ser criminalizada porque denuncia abusos, ela existe justamente para denunciar abusos. Vale tudo em Petrolina! Até vale chamar a imprensa de crítico de plantão.

(Foto: Ivaldo Reges)

 

Reconhecemos: Miguel Coelho tá certo!

Todo gestor pratica isso, todo gestor faz as mesmas coisas que Miguel Coelho está fazendo. Seja ele,  Julio Lossio, Guilherme Coelho, Fernando Bezerra ou qualquer um que assuma a prefeitura de Petrolina. Vamos parar e refletir seriamente sobre isso:

Se as sementeiras foram demitidas, e agora reclamam, reclamam sem direitos. Se os professores contratados reclamam, reclamam sem direitos.  Se estão perdendo o emprego, deviam ter lido o contrato,lá dizia que o prazo era  de um ano, podendo ser recontratado. No entanto, essa  recontratação, ficaria na gerencia do gestor da pasta, e nesse caso,  se optou em não fazer essa renovação. Justo, dentro da Lei,dentro da mais justa opção do gestor.

Se  dentro do quadro dos contratados tem um numero de 10, fora dos contratos e desempregados tem um numero de 50, e certamente,  Miguel Coelho, vai escolher os seus e  isso é é muito normal, é justo dentro da Lei. Se deslocar para ir à frente da prefeitura e reclamar do destrato e protestar contra o prefeito, é um direito que assiste aos professores, no entanto, como explicou Maéve Melo, ninguém foi demitido, contratos acabaram. Muito MIMIMI, sem um direcionamento. Reconhecemos: Miguel Coelho tá certo!

Compaixão (?)

Agora, se você disser que a administração de Miguel Coelho é sem compaixão,aí são outros 500! Até por que na politica não tem compaixão. Ou se abraça uma causa, ou não faz parte do grupo. Se Miguel Coelho, não poupa nem os amigos, imagine quem é contra ele. Miguel Coelho já demitiu mulher de vereador que é da sua base, imagine o resto!

E pode esperar que as demissões e exonerações vão acontecer em janeiro, no ano “D” de Pernambuco. Seu pai e seu irmão , precisarão de votos, então ele vai mudar tudo! O que veremos a partir do próximo ano, será um jacaré sentado à porta da prefeitura, dentro dos gabinetes, só esperando o momento certo de dar aquela abocanhada e engolir vários cargos e passá-los a quem vai de fato ser por Miguel Coelho e seu projeto.

Se você disser que a administração de Miguel Coelho é sem compaixão,aí são outros 500!! Até por que na politica não tem compaixão.

 

Ruy Wanderley

 

Baronesas se desprendem e AMMA faz alerta em Petrolina

Um  deslocamento natural das baronesas (vegetação aquática que existe no Rio São Francisco), que ocorreu nesta sexta -feira (8),  levou a Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA), a emitir um alerta sobre os perigos  que esse fenômeno pode causar.  O deslocamento da vegetação, ocorreu pela mudança de direção e velocidade dos ventos, além da queda da vazão da barragem de Sobradinho, que chega incrível  marca de 550m³/s.

Preocupado com o evento, o  diretor de Projetos AMMA, Victor Flores, afirma que o  fenômeno ,não traz prejuízos para a natureza, no entanto,  pede muita cautela para aqueles que fazem uso do Rio, principalmente para quem navega com pequenas embarcações . “Esse é um evento natural, que foi potencializado pela diminuição da vazão do Lago de  Sobradinho que nunca esteve tão baixa. Por isso, deve-se redobrar a atenção, principalmente com a navegação, para que não ocorra nenhum acidente”,  alertou o diretor.

A AMMA ainda informou,  que estão sendo tomadas todas as medidas possíveis para evitar algum incidente.  Segundo as informações repassadas ao Blog @ língua, os serviços de  monitoramento das baronesas, estão sendo feitos  através de barco e equipe de campo.

 

 

Idosos de Petrolina darão boas vindas ao Natal com apresentações de pastoril

Resultado de imagem para idosos Pastoril petrolina

A prefeitura de Petrolina  está preparando uma série de apresentações do tradicional Pastoril que simboliza o louvor dos pastores ao Menino Deus. Tudo isso acontece com chegada do período natalino que  traz consigo uma grande expectativa em torno das reuniões familiares.

A dança popular do Pastoril,  representa o período do nascimento de Jesus Cristo entre o Natal e a Festa de Reis e será apresentada pelos idosos assistidos nos Centros de Convivência em diversos espaços da cidade. A primeira apresentação acontece na próxima terça-feira (12) na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) a partir das 9h30.

Confira a Programação:

Terça- (12) às 9h30 – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae)

Quarta- (13) 8h30h – Hospital Dom Thomaz

Quinta- (14) 15h – Casa Geriátrica

Sexta- (15) 17h – Praça do Bambuzinho

Sexta- (22) 18h – PETRAPE

 

 

cristina costa

 

Ministro da Saúde anuncia investimento em Petrolina

Ricardo Barros em Petrolina (Foto: Clédiston Ancelmo/ TV Grande Rio)

Em cerimônia realizada na tarde desta sexta-feira (8) em Petrolina, o ministro da Saúde, Ricardo Barros,  anunciou o investimento de mais de 7 milhões na saúde do município.

O recurso será destinado para  atenção Básica, além de aquisição de ambulâncias e da construção de um laboratório público e de um centro de diagnóstico. Entre outras autoridades prefeito Miguel está acompanhado de sua vice, Luska Portela, do senador Fernando Bezerra, do ministro de Minas e Energia Fernando Filho, do deputado federal Adalberto Cavalcanti, do presidente da Câmara de Vereadores, Osório Siqueira,

Durante a  visita do ministro , outras autoridades políticas se fizeram presente. Entre elas , o prefeito Miguel Coelho, o Ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, o Senador Fernando Bezerra Coelho, o deputado federal Adalberto Cavalcanti e o presidente da Câmara de Vereadores, Osório Siqueira.

 

Alckmin deve afirmar que ‘Lula será condenado nas urnas’

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmará neste sábado, 9, que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) “será condenado nas urnas pela maior recessão da nossa história”.

“As urnas o condenarão pelos 15 milhões de empregos perdidos, pelas milhares de lojas fechadas, sonhos desfeitos e negócios falidos. As urnas o condenarão pela frustração dos projetos de milhões de famílias levadas ao desespero, por ter sucateado o SUS e atentado contra a saúde de todos os brasileiros”, diz trecho do discurso que Alckmin preparou para a convenção de amanhã, em Brasília, que marcará sua posse na presidência do PSDB.

O evento também será um lançamento informal da segunda candidatura de Alckmin a presidente da República (foi candidato em 2006).

“Nós os derrotaremos nas urnas”, dirá o governador, que tentará se viabilizar eleitoralmente como o mais preparado para liderar o campo antipetista nas eleições do ano que vem. O ex-presidente Lula já está em campanha pelo País, mas pode ser condenado em segundo instância pela Justiça e ter de travar uma batalha jurídica pelo direito de concorrer na eleição.

 

Ruy Wanderley

UFRGS pode desligar 239 estudantes suspeitos de fraudar cotas raciais

Fernando Gomes / Agencia RBS

Em novembro alunos fizeram fila para averiguar situação/Fernando Gomes / Agencia RBS

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) divulgou nesta sexta-feira (8) o resultado preliminar da apuração de supostos casos de fraude no uso de cotas raciais. A comissão especial de aferição das autodeclarações dos estudantes, que verificou, em encontros realizados presencialmente no fim de novembro, se eles se adequavam às características étnico-raciais (preto, pardo ou indígena) que informaram durante a inscrição para o vestibular, indeferiu a declaração de 86% daqueles que compareceram às aferições.

Foram 334 os estudantes suspeitos de fraudar o sistema de cotas raciais. Desses, 274 (82%) compareceram à comissão especial de aferição. Dos que passaram pela verificação, apenas 35 (13% dos que compareceram) tiveram sua declaração deferida na avaliação preliminar realizada pela universidade.

Quanto aos 60 convocados que não compareceram, a UFRGS informou que 27 estão afastados da universidade e serão novamente chamados quando retomarem seu vínculo. Os demais tiveram suas declarações indeferidas por não comparecimento, mas podem entrar com recurso para passar por uma verificação (confira a íntegra da nota ao final desta matéria).

 Os resultados foram comunicados aos alunos entre os dias 4 e 6 de dezembro. Aqueles que tiveram a declaração indeferida têm prazo de 10 dias, a contar do  recebimento do parecer da comissão, para apresentar recurso. O resultado final do processo será divulgado em 9 de janeiro. A universidade informa que abrirá processo de desligamento dos estudantes que não tiverem seu recurso atendido.

Estudantes relatam reação a posição da UFRGS

 Uma estudante de fora do Rio Grande do Sul, que não quis revelar a identidade, teve a declaração indeferida na quarta-feira (6). Ela afirmou que irá recorrer administrativamente, conforme orientado pela UFRGS. Caso perca, entrará com processo judicial contra a instituição.

— Para a UFRGS, eu sou europeia, branca de olho azul. Depois de ver o relato de outras pessoas que são pardas ou negras e que tiveram a declaração indeferida, eu já esperava passar pelo mesmo, então não foi surpresa. Na minha opinião, eles aprovaram quem quiseram. Só me entregaram um papel ridículo, apenas com a assinatura das pessoas da comissão, que nem te olham na cara, e não te explicam nada — diz.

Outro universitário, estudante do curso de Educação Física e que também não quis revelar o nome, teve a declaração deferida pela instituição na terça-feira (5). Ele conta que recebeu a notícia de forma “normal”.

— Eu estava ciente de que tudo daria certo, não havia nada de mais. Eu estava com a consciência tranquila, já esperava uma definição positiva. Só teve o choque de ser observado pela comissão, mas foi tranquilo — disse.

Em 2018, verificação para ingressantes prevista em edital

A UFRGS vinha investigando alguns casos isolados de burla às cotas raciais até que, neste ano, coletivos negros ligados a diferentes cursos começaram a fazer levantamentos sobre fraudes. Com a união desses coletivos, surgiu o Balanta, movimento que entregou à universidade, em julho, um dossiê que apontava mais de 400 possíveis fraudadores. A partir dessa denúncia, a universidade fez uma triagem que resultou nos 334 casos avaliados.

A universidade montou duas comissões de cinco pessoas, que em quatro dias do final de novembro receberam os estudantes suspeitos, um de cada vez. Formadas por professores e técnicos da instituição, com diversidade de gênero e raça, as comissões fizeram uma aferição silenciosa, baseada apenas na avaliação do fenótipo, ou seja, das características físicas.

Além do procedimento montado para avaliar alunos que já estão matriculados, a UFRGS criou um sistema para verificar as autodeclarações dos ingressantes. O edital para o vestibular de 2018, publicado em outubro, informa que no ano que vem os candidatos terão de comparecer perante uma comissão de verificação da autodeclaração étnico-racial. Só poderão se matricular se esse comitê validar que são pardos ou pretos.

A UFRGS explicou, por meio de nota, o que acontecerá com os estudantes que não compareceram ao processo de aferição na data prevista. Confira, na íntegra, abaixo:

“Em relação aos 60 casos de não comparecimento, 27 estudantes estão oficialmente afastados da UFRGS, seja por motivos de saúde, estudos ou com a matrícula trancada. Estes serão convocados para a aferição assim que retomarem o seu vínculo ativo com a universidade. Há três casos de desistência formal de vaga desde o início do processo. Os demais foram indeferidos por não comparecimento. Neste caso, o aluno pode entrar com o recurso e pedir para ser aferido. A comissão ainda está analisando os procedimentos e prazos que irá adotar para as novas convocações.”

Com GaúchaZH

Inspeção veicular será obrigatória no Brasil inteiro a partir de 2020

Inspeção veicular será obrigatória no Brasil inteiro a partir de 2020

partir de 2020, a inspeção veicular passará a ser obrigatória no Brasil inteiro. A medida resulta de uma regulamentação publicada nesta sexta (8) pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito), ligado ao Ministério das Cidades da gestão Michel Temer.

Esse tipo de vistoria já era prevista pelo Código de Trânsito Brasileiro de 1998, mas, sem regulamentação, ela nunca havia sido implementada em âmbito nacional, cabendo a cada município estabelecer ou não uma lei para isso.

Conforme a resolução desta sexta, a responsabilidade pela implantação do sistema de inspeção passa a ser dos órgãos de trânsito estaduais. Cabe ao Detran de cada Estado garantir acesso da inspeção a todos os municípios até 31 de dezembro de 2019.

Não está claro ainda como isso será feito nem penalidades pelo descumprimento. O governo Temer diz que os custos deverão ser pagos pelos proprietários dos veículos, mas caberá a cada órgão estadual definir os valores.

Em São Paulo, a prefeitura chegou a implantar a inspeção veicular de 2010 a 2013, na gestão Gilberto Kassab (PSD) –no ano seguinte foi extinta por Fernando Haddad (PT), após promessa de campanha. A tarifa para fazer a vistoria chegou a até R$ 62.

Pela norma do Contran, todos os veículos, exceto os de coleção e os bélicos, deverão ser vistoriados de dois em dois anos, exceto os veículos zero quilômetro, que devem passar pela primeira inspeção ao completarem três anos.

Os que não se enquadrarem nos padrões de segurança nos sistemas de freios, pneus, rodas, faróis ou nos equipamentos obrigatórios e ambientais, como controle de emissão de gases poluentes e ruído, não serão licenciados.

A condução do veículo sem licenciamento implica em infração grave, que resulta em 5 pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 195,23, além da apreensão do veículo até que ele seja regularizado. Os departamentos de trânsito estaduais ficam responsáveis por definir quais os locais que prestarão os serviços –podem ser feitos pelos próprios Detrans ou por empresas privadas credenciadas.

Ainda não existem estações credenciadas para a operação. Cada Estado deve entregar ao Contran um cronograma de implementação da inspeção veicular em seu Estado até 1º julho de 2018.frota obsoleta

Para Creso Franco Peixoto, mestre em transporte e professor da FEI, embora esteja prevista pela legislação, a inspeção não chega a ser um instrumento capaz de combater a maioria dos acidentes. “A justificativa [pelo código de trânsito] é evitar acidentes por falta de manutenção de veículos. O principal problema nacional não é esse [quando se fala em acidentes]. Temos excesso de velocidade, beber e dirigir”, diz.

Ele lembra que esses fatores não têm recebido políticas eficientes de combate a acidentes e mortes no trânsito. Além disso, cita a obsolescência da frota nacional. Para evitar a perpetuação de veículos velhos, Creso diz acreditar que faltam incentivos, em termos de legislação, para facilitar uma renovação eficiente da frota. “Inclusive ajudaria a girar a roda da economia, enquanto não reduzimos a dependência financeira das montadoras”, afirma.

O engenheiro chama atenção ainda para um efeito colateral indesejado. Como já ocorre com motoristas endividados com multas, a probabilidade de os inadimplentes não fazerem a vistoria tende a ser maior. “Será que não vai aumentar a quantidade de carros irregulares em circulação no país?”

 

Com informações da Folhapress.

 

cristina costa

Ministro Antonio Imbassahy entrega carta com pedido de demissão

Ministro Antonio Imbassahy entrega carta com pedido de demissão

Antonio Imbassahy (PMDB-BA) entregou nesta sexta-feira (8) uma carta com pedido de demissão da Secretaria de Governo. O documento foi entregue ao presidente Michel Temer (PMDB).

Segundo a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, o tucano decidiu encerrar um período de forte desgaste, dentro e fora do partido.

Imbassahy trabalhava com a articulação política e passou a ser alvo de boicote de líderes de partidos do centrão, que cobravam sua saída do governo, em troca de cargos.

O nome do deputado Carlos Marun (PMDB-MS) é cotado para assumir a Secretaria do Governo.