Arquivo - 30 de Outubro de 2017

1
Temer começa a tirar cargos de deputados ‘traidores’
2
Dos 23 vereadores de Petrolina, apenas um não chega atrasado em dia de sessão
3
3 de cada 5 brasileiras já foram vítimas de relacionamentos abusivos
4
Grupo que fraudou Enem 2016 planejava repetir ação, diz delegado
5
Truão: Vereador do PSB coloca ministro Fernando Filho em saia justa
6
Prefeitura não libera documentos de Habite-se e Alvará para construtores em Petrolina.
7
Dejavu: As vaias para Fernando Filho vão crescer ainda mais

Temer começa a tirar cargos de deputados ‘traidores’

Temer começa a tirar cargos de deputados 'traidores'

presidente Michel Temer deu início às punições dos deputados que votaram contra ele na segunda denúncia. O governo exonerou nesta segunda-feira, 30, o diretor de Gestão Interna da Embratur, Tufi Michreff Neto, apadrinhado do deputado Mauro Mariani (PMDB-SC). A portaria foi publicada no Diário Oficial da União.

No Palácio do Planalto, oito deputados foram considerados “traidores” na votação da semana passada. Essa lista é formada por parlamentares que apoiaram Temer na primeira denúncia, mas viraram a casaca e votaram pelo prosseguimento da segunda denúncia desta vez.

As exonerações, num primeiro momento, devem se concentrar nos apadrinhados desses deputados, e alcançar seis cargos no segundo e terceiro escalões do governo.

Nos próximos dias, Temer também deve exonerar os afilhados políticos do deputado Jaime Martins (PSD-MG) no Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Além de Jaime e Mariani, integram a lista de “traidores” do Planalto os deputados Abel Mesquita (DEM-RR), Cícero Almeira (PODE-AL), Delegado Éder Mauro (PSD-PA), Heuler Cruvinel (PSD-GO), João Paulo Kleinübing (PSD-SC) e João Campos (PRB-GO).

Na semana passada, a Câmara rejeitou por 251 votos a 233 a denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República contra Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência). Os três eram acusados de fazer parte de uma organização criminosa que desviava recursos públicos. O presidente também foi acusado de obstrução de Justiça.

@língua

Com informações do Estadão Conteúdo.

Dos 23 vereadores de Petrolina, apenas um não chega atrasado em dia de sessão

 

Resultado de imagem para PontualidadeDurante os  dois últimos meses, em 16 sessões realizadas na Casa Plínio Amorim, um número impressiona. Dos 23 vereadores, apenas um, nunca se atrasou em dia de sessão ordinária.Por várias vezes, esse blog,  acompanhou o presidente da Casa Plínio Amorim, quase encerrar várias reuniões por falta de quórum.

Mesmo só tendo duas sessões por semana, os vereadores insistem em chegar atrasados aos trabalhos do legislativo em Petrolina. No município,  as sessões começam às 9  horas, podendo começar com atraso de cinco minutos. As vezes os vereadores ficam batendo papo nos gabinetes e se esquecem que a sessão começa sempre no horário previsto. Parece até que eles querem que o quórum não seja alcançado, por que eles já trabalham demais, e é massante ter que estar nas sessões ordinárias. Eles privilegiam a “Ordem do Dia”, quando os projetos são votados e as ausências são computadas como faltas. Os faltosos correm o risco de terem descontos nos salários. Será?

A Câmara de Petrolina informou, que se o parlamentar faltar sem justificativa terá o ponto cortado. Sobre os atrasos, a Casa Plínio Amorim adiantou que o vereador só recebe falta no final da sessão. A Câmara só realiza sessão duas vezes na semana. Os vereadores são obrigados a comparecem ao plenário apenas nas  terças e quintas-feiras. Nos demais dias estão livres para visitarem as comunidades.

Mas se você está ansioso para  saber quem é essa alma que nunca se atrasa, nós te diremos. No quesito compromisso e pontualidade ele é imbatível. Ronaldo Souza, ou Cancão como queira. O vereador dá exemplo de pontualidade, e nos dias de sessão ordinária,  é sempre o primeiro chegar. E ele não chega manso não, chega revoltado! Por que diz que muitos não tem o mesmo compromisso que ele.

“Foi o povo que me escolheu. Chegar no horário e ser pontual é o mínimo que todos nós vereadores deveríamos fazer”, disse o pontual Ronaldo Souza.

Como diria o saudoso Dominguinhos: “Olha, que isso aqui tá muito bom, Isso aqui tá bom demais.Olha, quem tá fora quer entrar, Mas quem tá dentro não sai”

Pois é! E assim anda a Casa Plínio Amorim

 

Por Cauby Fernandes

@língua

 

3 de cada 5 brasileiras já foram vítimas de relacionamentos abusivos

3 de cada 5 brasileiras já foram vítimas de relacionamentos abusivos

Um estudo realizado pela Organização das Nações Unidas (ONU) revela que três de cada cinco mulheres brasileiras já sofreram ou ainda vão sofrer abuso sexual dentro de casa com relacionamentos abusivos.

Como cita o “Fantástico”, muitas mulheres não denunciam por conta do medo da violência piorar e também por vergonha de expôr a realidade.

O Ministério Público criou uma cartilha para que as vítimas consigam identificar se estão em um relacionamento abusivo, identificando comportamentos controladores, abuso verbal e sexual, ciúme excessivo, que é muitas vezes romantizado, entre outras características.

A alta incidência fez com que campanhas como da ONG Artemis fossem criadas. A organização expõem frases agressivas que já ouviram dos parceiros e que acabam sendo banalizadas.

@língua

Grupo que fraudou Enem 2016 planejava repetir ação, diz delegado

Grupo que fraudou Enem 2016 planejava repetir ação, diz delegado

Polícia Civil realizou nesta segunda-feira (30) uma operação que tinha como alvo um grupo de suspeitos de burlar concursos em todo o país, incluindo o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016. De acordo com a investigação, os criminosos planejavam repetir a ação nas provas deste ano, que estão agendadas para os próximos domingos (5) e 12 de novembro.

“Comprovamos que o Enem 2016 foi fraudado. Em todos os concursos eles tentam atuar de uma forma ou de outra. Em alguns casos têm êxito, em outros não. Antecipamos a operação para esta semana visto que estavam planejando, via ponto eletrônico, fraudar o Enem 2017”, contou o delegado Rômulo Figueiredo à “TV Anhanguera”.

A assessoria de imprensa do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Enem, informou em nota que o órgão “não foi notificado e está buscando acesso ao inquérito para poder se manifestar”.

Como explica o “G1”, a Operação Portas Fechadas, da Polícia Civil de Goiás, é realizada paralelamente com a Operação Panoptes, da Polícia Civil do Distrito Federal. No total, as ações cumprem 15 mandados em Brasília e 18 em Goiânia contra suspeitos de liderar a “Máfia dos Concursos”.

@língua

Truão: Vereador do PSB coloca ministro Fernando Filho em saia justa

Sempre chegando atrasado para as sessões ordinárias na Câmara de vereadores, Zenildo do Alto do Cocar (PSB), é um caso à parte na Casa Plínio Amorim.  O vereador é um talento nas urnas. Nas últimas eleições  de 2016 , ele foi eleito com 3,476 votos  , um número para se respeitar.  Na Câmara de vereadores por chegar atrasado e nunca estar à par dos assuntos, Zenildo,  sai perguntando a um e a outro qual é o teor do assunto. E depois, de estar sabendo do que se trata, ele faz suas explanações,  que quase sempre destoam da pauta. Zenildo se desconstrói quando começa a  falar, é um caso perdido.

O vereador, é um daqueles edis que nasceram com uma virtude:  Ser um truão. “Funcionário” da monarquia encarregado de entreter o rei e rainha e fazê-los rirem.

Resultado de imagem para truãoA última pintura do truão Zenildo , aconteceu em Rajada, que ao falar, recebeu nos ouvidos as vaias da população. Essa fato aconteceu durante a cerimônia do sábado (29) em Rajada, quando o vereador ,foi chamado ao microfone.Ele ia bem no discurso, mas de repente, de um minuto a outro, mudou o tom e disse: “Quero também parabenizar o deputado federal Fernando Filho, por ter votado SIM a favor do ‘nosso presidente Temer’ pela derrubada da denúncia”,que loucura! Bastou isso para azedar o evento. A partir dessas  declarações ,o vereador foi vaiado pela multidão, e Zenildo como um bobo da corte, não sabia o que fazer, por que a piada foi de mal gosto.

Como em efeito dominó,as vaias se estenderam para as grandes lideranças, e aí, os Fernandos (pai e filho), Miguel Coelho e o restante da comitiva só tinham uma saída, se desdobrar nos seus discursos ou sair daquele lugar, enfrentaram e discursaram. No entanto, ficou o desgaste  e as vaias ainda se prolongaram na volta para Petrolina. Agora,  Zenildo teme não ser mais convidado para os  eventos com o senador e o ministro. No entantose for convidado, vai ficar calado.

Por Cauby Fernandes

@língua

 

Prefeitura não libera documentos de Habite-se e Alvará para construtores em Petrolina.

Resultado de imagem para Habite-se e Alvará

Pequenos, médios e grandes  construtores de Petrolina,  reclamam que os documentos de Habite-se e Alvarás,   não estão sendo liberados desde de janeiro de 2016, pela prefeitura do município.  Os documentos são fundamentais para inicio das obras. Eles ainda contam,  que a prefeitura, continua a multar empreiteiros  prometendo dobrar o valor  em casos de desobediência ao construtor que não parar a obra.

Em entrevista com construtores, alguns se abstiveram  de expor sua fala, e pediram ressalvas quanto às imagens.

“Tem empreiteiro desde dezembro esperando liberação de Alvará e enquanto isso faz o que com pedreiro? Tem que tocar a obra. A entrega dos alvarás não acontece desde janeiro”, afirmou a pequena construtora e corretora Miriam Campos.

“Tem construtor com seis casas no valor de R$ 120  mil que não consegue vender porque não tem o Habite-se, por exemplo. Eu construo uma casa e vendo para construir outra e a falta da documentação está emperrando os negócios”, explicou Marcio Oliveira, corretor.

O fato também afeta a arrecadação do próprio município, que pela falta do fechamento de negócios na habitação, deixa de arrecadar impostos como o Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS).

” No governo passado o atraso também acontecia, mas agora se agravou devido às multas,  e só prefeito (Miguel Coelho -PSB) pode resolver. Tem casos de amigos nossos que conseguiram a liberação por que tem amigos dentro da secretaria de urbanismo, fora isso, nada se consegue”, disse  Sandro Carvalho,construtor.

Chegou a hora da prefeitura entrar em  entendimento com o setor.

Por Cauby Fernandes

@língua

 

Dejavu: As vaias para Fernando Filho vão crescer ainda mais

Fernando Filho, ministro de Minas e Energia, que foi vaiado no Congresso estadual da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP) em Petrolina, vai ter que se acostumar com os insatisfeitos no estado,  que não querem a privatização da CHESF e consequentemente a venda das águas do Rio São Francisco.

As vaias dirigidas ao ministro, são o sinal evidente que ele será um candidato que terá que ser carregado, já que sozinho, pode e vai perder muita força. Tudo isso,  devido aos feitos que tem realizado no ministério.  As medidas impopulares fazem do ministro, um fardo a ser carregado pelo partido que o acolher.

O que aconteceu na sua cidade natal, em evento fechado para vereadores e funcionários do legislativo pernambucano, acendem o sinal vermelho para uma candidatura   que pode não dar certo e ser natimorta. Assim como aconteceu em 2012,  em eleição para prefeito de Petrolina, quando alguns disseram que Fernandinho não era o nome certo para aquela eleição.

Fernandinho foi candidato à prefeitura de Petrolina por imposição de seu pai, Fernando Bezerra,  que acompanhou relatórios de alguns dos seus assessores, nos quais diziam que Fernandinho seria eleito. No entanto, as urnas comprovaram o contrário.  O  candidato do PMDB à Prefeitura de Petrolina, Júlio Lóssio, foi reeleito com 45% dos votos válidos. Fernando Filho, candidato pelo PSB, conquistou 32% da preferência do eleitorado na cidade. Odacy Amorim, do PT, teve 20% dos votos, e Rosalvo da Silva, candidato pelo PSOL, 1%.

Aquela eleição de 2012, foi marcante para Fernando Filho. Por que mesmo com uma estrutura de campanha  invejável,  o povo o rejeitou . Naquele ano,  seu pai era ministro da Integração Nacional e homem forte da presidente Dilma Roussef, e ainda assim, a derrota foi consumada.

Dejavu, é  a palavra que passa nas mentes dos Pernambucanos, e sem dúvidas na cabeça do Ministro de Minas e Energia. As vaias para Fernando Filho vão crescer ainda mais.

Resultado de imagem para vaiAS

Por Cauby Fernandes

@língua