Arquivo - 31 de Agosto de 2017

1
Zenildo, o senhor é um puxa saco! Fuxiqueiro!, disse Vereador de Petrolina ao seu colega
2
Romero Jucá destitui Jarbas Vasconcelos e entrega PMDB a Fernando Bezerra Coelho
3
Governo avalia privatizar transposição do São Francisco
4
Não podendo acabar com o Programa Nova semente em Petrolina, a solução é mudar o nome
5
Philarmônica 21 de Setembro passará por reestruturação

Zenildo, o senhor é um puxa saco! Fuxiqueiro!, disse Vereador de Petrolina ao seu colega

O nível de diálogo na Câmara de vereadores de Petrolina,cada dia piora. E nessa quinta-feira, 31 de setembro, os trabalhos foram muito tensos. Tudo começou por causa dos times de futebol do município ( Petrolina Clube  e o 1º de Maio), que por causa da  falta de documentos, as equipes,  estão fora da Série A2 do Campeonato Pernambucano. Para o vereador Ronaldo Silva, a secretaria municipal de Cultura, Turismo e  Esporte, é a culpada de não ter liberado o estádio da cidade por falta de interesse. Ainda segundo  o vereador, a secretária Maria Elena, tem que dar   explicações para o público petrolinense, a respeito do assunto. O futebol petrolinense completará  cem anos de história, e ainda assim, sofre e, sofre muito com o desprezo por parte do poder público da cidade.

“Eu sou desportista e vou brigar pelo o esporte de Petrolina. Não tiveram interesse de liberar o estádio.É necessário que a secretária dê explicações aqui nesta casa, sobre a interdição. Não estou aqui para passar a mão na cabeça de ninguém, sou aliado de todo mundo. Sou aliado, mas o que tiver de errado eu vou falar. Ninguém me cala, só Jesus Cristo. Eu não admito vereadores puxa-saco que estão levando fuxico para o prefeito”, ”, bradou firmemente  o vereador.

Parece que a bancada de situação começou a se dividir.  E, se um reino se dividir contra si mesmo, tal reino não pode subsistir; E, se uma casa se dividir contra si mesma, tal casa não pode subsistir. Palavras de Alguém que conhecia muito a politica de um estado.

Por Cauby Fernandes

@lingua

Romero Jucá destitui Jarbas Vasconcelos e entrega PMDB a Fernando Bezerra Coelho

Com a decisão do presidente nacional do PMDB, Romero Jucá, de fazer mudanças radicais no partido em Pernambuco, o deputado federal e nome  mais forte dentro da sigla no estado, Jarbas Vasconcelos, se vê em situação complicada. Jucá, entregou a Fernando Bezerra o comando do partido, fato que implicitamente expulsa Jarbas Vasconcelos, que há décadas milita fortemente no estado pela consolidação da sigla.   Dez dias após punir Jarbas por ter votado a favor da investigação de Temer, Jucá destituiu Raul Henry da direção do partido em Pernambuco e fez de Fernando Bezerra Coelho, seu novo tutor no estado.

Com essa decisão, Julio Lossio, juntamente com seu grupo, vão procurar outro ninho para se abrigar.  Lossio é outro nome forte dentro do partido, no Sertão  e no Vale do São Francisco. Certamente isso vai ecoar em outras áreas do estado, fazendo com que uma nova frente de dissidentes se levante e também bata asas  para qualquer outra sigla onde Fernando não esteja.

Muita gente adora Fernando, mas tem  muita  gente também  que o odeia, tudo isso por que na mente de muitos, Fernando traiu Dilma, traiu o País e continua surfando na maré mansa no Governo Temer, tendo o filho como ministro e gozando das regalias do palácio do Jaburu.

Por Cauby Fernandes

@lingua

 

Governo avalia privatizar transposição do São Francisco

Governo avalia privatizar transposição do São Francisco

transposição do Rio São Francisco deve custar cerca de R$ 500 milhões e há divergências sobre quem vai pagar a conta da operação. Uma possibilidade avaliada pelo governo federal é a privatização do projeto, segundo informou o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, em entrevista ao site Poder360.

Barbalho explicou que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) está analisando a modelagem da concessão, estudo que deverá ser concluído em 2018.

No entanto, a medida foi criticada pelo líder da oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE). Segundo ele, o governo Michel Temer (PMDB) passa por uma “fúria privatizante”. “Temer que recupere o Brasil e o tire do banco de feira em que foi colocado, a partir do desmonte, do patrimônio retalhado, das terras vilipendiadas e de tudo o mais colocado à venda a especuladores”, disse. “A privatização do setor se mostrou absolutamente desastrosa ao Brasil nos governos do PSDB e, em Pernambuco especificamente, nos governos do PMDB e do DEM.”

“O que está se discutindo é o seguinte: O Estado vai pagar? Como? Vai cobrar na tarifa, o consumidor vai pagar? Ou o governo vai subsidiar? O Estado vai precisar de 1 fundo garantidor. Vai ser com dinheiro do Estado e o Fundo de Participação [repasse do governo federal]? Qual o formato da garantia? Todas essas respostas serão dadas após os estudos”, explicou o ministro.

A reportagem destaca que, de acordo com os termos de compromisso da transposição, a cobrança da água e o pagamento dos custos de operação e manutenção do sistema ao operador nacional, que até agora é a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), caberão aos estados receptores.

@lingua

Não podendo acabar com o Programa Nova semente em Petrolina, a solução é mudar o nome

Trabalhar à sombra do seu antecessor incomoda e, incomoda muito. Sabe quando alguém assume um cargo, faz algo bom e vem um abençoadinho e diz…Fulano fez igual, fulano fazia desse jeito, PUTZ! Dá uma raiva meu irmão! Por que parece que você nunca faz o certo. Do mesmo jeito aquela namorada que sempre fala do ex. Ah! ele era assim, fazia assim, era um desgraçado, mas tive bons momentos… Dá uma vontade de dizer: Volta pro infeliz! Tu estás comigo por que?

Assim é com o Programa Nova semente. Por mais que Miguel Coelho faça ações em prol da primeira infância, por mais que ele se esmere para trazer algo melhor, o programa Nova Semente, sempre vai ter a cara  do ex-prefeito Julio Lossio. Assim como acontece com o nome Fernando Bezerra. Quem trouxe o shopping? Quem abriu as avenidas? Pois é! É a mesma situação.  Esse calo do Programa Nova Semente tá doendo demais. Aí Maéve Melo,  a Secretária de Educação de Petrolina, teve a brilhante ideia… Mudar o nome do programa,claro! Eureca! Se não esquecem Julio Lossio por causa do Nova semente, muda-se o nome do programa. Ideia genial. Só esqueceram de perguntar  isso para o povo,  que anda na bronca por conta das mudanças drásticas  no programa.

Em entrevista na última terça -feira , 29, na Câmara de vereadores de Petrolina, a secretária de educação do município  fez a revelação dizendo assim: “Digo que é um Novo Tempo e nós estamos usando muita cautela, cuidados em fazer os planejamentos das ações com o pé no chão, mas acima de tudo pensando no professor, na politica de formação e fazer com que esse educador possa estudar dentro da sua própria carga horária. Agora são muitos desafios e a gente vai ter que trabalhar muito para poder atingir as metas e os objetivos que elencamos como prioritários no planejamento estratégico da SEDUC. A gente ainda está discutindo, se manterá o nome Nova Semente no Programa, a única coisa que sabemos é que o Programa da Primeira Infância nós iremos continuar, pois, entendemos que ele é importante”,declarou Maéve Melo.

Sendo repetitivo, voltamos a dizer: Trabalhar à sombra do seu antecessor incomoda e, incomoda muito. Sabe quando alguém assume um cargo, faz algo bom e vem um abençoadinho e diz…Fulano fez igual, fulano fazia desse jeito, PUTZ! Dá uma raiva meu irmão! Por que parece que você nunca faz o certo.

Por Cauby Fernandes

@lingua

 

Philarmônica 21 de Setembro passará por reestruturação

 

Resultado de imagem para Philarmonica de petrolinaUma aula inaugural realizada na noite desta terça-feira (29) marcou o início de uma nova fase da  Philarmônica 21 de Setembro, em Petrolina. Isso porque a prefeitura, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes firmou um acordo de cooperação técnica com a Fundação Nilo Coelho garantido a reestruturação e ampliação do número de músicos da banda.

Em sua nova etapa, uma da mais antigas expressões musicais de Petrolina, ganha evidência com seu corpo musical que antes era composto por 14 músicos e agora passa a contar com cerca de 60 integrantes entre técnicos e músicos.

O evento contou com a presença da gestora da fundação Nilo Coelho, Beatriz Coelho, além dos novos membros da equipe e o maestro Hélio Lima que comemorou a conquista. Segundo ele, a nova composição abre portas para a descoberta de talentos.

Com esta parceria, a prefeitura mais que dobrou o número de músicos, deu oportunidade a jovens instrumentistas de nossa cidade e abriu portas para que novos talentos sejam descobertos. Um dos pontos positivos e que melhoramos tecnicamente o quadro de músicos já que agora teremos baracheis em saxofone e trompete, por exemplo. Então, de fato vivenciamos uma nova fase com músicos extremamente capacitados que vão enriquecer ainda mais a Philarmônica”, disse o maestro.

Os novos membros da Philarmônica 21 de Setembro foram selecionados na última semana após um processo seletivo realizado pela Fundação Nilo Coelho.   Outra novidade desta nova fase é o retorno do maestro Fernando Rêgo o qual dirigiu a Philarmônica por mais de 17 anos e agora volta às fileiras da banda como clarinetista.

Fundada em 1910 por Juvêncio Rodrigues Coelho, a Philarmônica 21 de Setembro foi regida inicialmente pelo maestro Ciciliano Carvalho e contou com a colaboração de figuras ilustres como a petrolinense,  Adelaide Ribeiro, o  literato Cid Carvalho, entre outros. Atualmente a orquestra está sob a regência do maestro Hélio Lima e os ensaios acontecem de segunda a quinta-feira a partir das 19h no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho.

@lingua

Com informações da AsCom prefeitura