Arquivo - Dezembro 2016

1
27% dizem que a mulher é culpada por ter sido estuprada
2
Jovens não querem profissão de professor
3
Câmara e Senado blindam seus presidentes
4
ID Jovem – Prefeitura de Petrolina realiza emissão da Identidade Jovem
5
Gratuidade de passagem de ônibus para idosos e deficientes é suspensa
6
Caso Beatriz cansa a beleza de Augusto Coelho
7
Caiu!!! Renan Calheiros é afastado da presidência do Senado
8
9
A irresponsabilidade do Conselho Tutelar de Petrolina
10
Contran suspende uso de cadeirinhas em vans escolares
11
Fernando Bezerra não convence ! Nota emitida é contraditória
12
Renan, senadores e as manobras para ajudar os fichas sujas

27% dizem que a mulher é culpada por ter sido estuprada

Pesquisa apresentada nesta quarta-feira (7) durante fórum em São Paulo mostrou que 27% dos estuproentrevistados acreditam que, em alguns casos, a mulher é culpada por ter sido estuprada. O levantamento foi feito pelos institutos Avon e Locomotiva e cerca de 1.800 pessoas foram ouvidas em 70 cidades brasileiras.

Do total de participantes da pesquisa, 88% acreditam que ainda há muita desigualdade entre homens e mulheres na sociedade brasileira. Apesar de 85% dos homens concordarem que todos os pais devem educar os filhos para serem menos machistas, somente 43% deles dizem que consideram “pegar mal” reclamar de um amigo que compartilha fotos de mulheres nuas em grupos privados de homens.

O levantamento indicou que, apesar das críticas ao machismo, na prática, as atitudes mostram tolerância a comportamentos machistas. Isso porque 78% dos homens ouvidos dizem não interferir em brigas de casal ou interferir apenas se houver alguma violência extrema. O material mostrou ainda que 78% das pessoas concordam que as mulheres devem conhecer seus direitos e ser incentivadas a lutar por eles; 59% disseram que todas devem ser respeitadas, não importando sua aparência, nem seu comportamento; e 67% dizem que homens e mulheres devem ser igualmente responsáveis pelos cuidados com a casa e com os filhos.

LEIA MAIS: Na Argentina, 99% das mulheres afirmam já ter sofrido agressões de parceiros

De acordo com a apuração, o machismo é considerado negativo por 79%. Apesar de 87% dos entrevistados concordarem que ao menos uma parte da população é machista, só 24% delas se consideram assim. O material revelou que 24% dos homens não têm coragem de defender as mulheres no meio de outros homens e que 31% não gostariam de ser machistas, mas não sabem como agir.

Feminismo

A respeito das percepções sobre o feminismo, 20% dos homens e 55% das mulheres se consideram feministas, mas 55% das pessoas dizem que o feminismo é contrário ao machismo e 32% acham que o feminismo está ultrapassado. Outros 44% afirmaram que chamá-los de machistas não os motiva a se engajar no enfrentamento à violência contra a mulher e 54% disseram ter tido uma conversa pessoal antes de mudar as atitudes.

“O simples fato de um quarto da população se admitir como machista mostra que este tema ainda tem muito que avançar na percepção do quanto isso é errado. Sabemos que o conhecimento da maioria das pessoas sobre o tema ainda é muito superficial. O tamanho da oportunidade que se abre é a de que seis em cada dez homens – ou seja, 46 milhões de brasileiros adultos – acreditam que poderiam lidar com as questões femininas de forma diferente e melhor“, disse o presidente do Instituto Locomotiva, Renato Meirelles.

LEIA MAIS: Maquiando a violência: canal ensina mulheres a cobrir hematomas e gera revolta

Para a coordenadora de Projetos de Enfrentamento à Violência contra a Mulher do Instituto Avon, Mafoani Odara Poli Santos, o levantamento é um disparador de processos importantes de reflexão e transformação. “Trazemos nessa pesquisa de percepção dados superpositivos, mas ainda existe muita tolerância em processos e violências contra a mulher com um quarto dos homens acreditando que as mulheres têm culpa de serem estupradas. Esses dados contrapõem o que é percepção e o que é prática. Nas coisas mais básicas do processo de educação, as pessoas não conseguem mudar.”
* Com informações da Agência Brasil

Fonte: Último Segundo – iG @ http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2016-12-07/pesquisa.html

Jovens não querem profissão de professor

Marta Moraes, coordenadora-geral do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (SEPE-RJ), lembra que na década de 50 o magistério era uma profissão que até a classe média alta procurava, nos anos 70 se tornou uma forma de ascensão social, muito valorizada e respeitada em termos políticos. Em termos salariais, a partir da década de 70 e de 80, porém, começou a haver uma desvalorização, que vem se acentuando cada vez mais.

“Essa pesquisa está confirmando o que o SEPE vem denunciando há muito tempo: nossa profissão vem sendo desvalorizada a cada ano pelos governos, que afirmam que educação é prioridade no momento da eleição. Terminada a eleição isso vira palavra solta ao vento. A gente tem hoje um processo de abandono da profissão e da própria rede pelos professores. Hoje o Estado perde de quatro a cinco professores por dia, o que é muito grave. Está havendo um esvaziamento na rede e nas nossas universidades, porque o jovem hoje não se interessa mais por essa profissão.”

A coordenadora-geral do SEPE lembra que a grande maioria dos professores é feminina, trabalha 40, 60 horas semanais e ainda enfrenta uma segunda jornada doméstica para cuidar da família.

“Você tem que trabalhar essa carga absurda, se deslocando de um lado para o outro. A quantidade de trabalho que as professoras levam para casa é muito grande. Você não tem políticas salariais para as profissionais de educação. Você tem políticas de gratificação, políticas que jogam uma escola contra a outra e que trabalham com uma lógica que não é a do serviço público e educacional, é uma política visando ao meritocrático”, critica.

Marta cita ainda as péssimas condições de trabalho nas escolas, alunos que chegam numa situação de absoluto abandono em suas casas, com famílias dilaceradas.

“Você fica como um médico, psicólogo, mediador de conflitos nas comunidades. É uma profissão com um desgaste muito grande e que não tem a menor valorização por parte do governo. O jovem que está iniciando uma carreira quer ver uma carreira que lhe garanta uma qualidade de vida, além de uma qualidade das condições de trabalho. A nossa, infelizmente, não tem nenhum desses atrativos. O “Pátria Educadora” é mais um lema. Todo governo que assume em nível federal, estadual e municipal fica nisso: o lema é muito bonito, a frase é muito bonita, mas a política criada muitas vezes é nefasta.”

A coordenadora dá como exemplo negativo e de falta de diálogo com o governo a reforma do ensino médio que, segundo ela, vai mais uma vez prejudicar os alunos. “É assim que a gente vem sendo tratado: políticas criadas de cima para baixo com nomes bonitos mas que, na verdade, são políticas que não procuram valorizar nem o profissional de educação, nem a comunidade escolar e muito menos a educação como um todo. É lamentável, e a gente não vê uma luz no fim do túnel com relação a isso.” (Sputnik News Brasil)

@lingua

Câmara e Senado blindam seus presidentes

05133237310322Os presidentes da Câmara e do Senado estão protegidos por caciques das duas Casas, que articulam uma emenda à Constituição para blindar os presidentes e evitar que sejam alvos de processos no Supremo Tribunal Federal.

Segundo a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, os colegas pretendem deixar claro que, se os presidentes ficam impedidos de exercer a Presidência da República quando se tornam réus, também devem partilhar o benefício do chefe do Executivo de não ser responsabilizado por fato sem relação com o mandato. Esses dois pontos estão previstos no mesmo artigo da Constituição.

No entanto, os parlamentares devem apresentar a proposta somente em 2017.

A publicação destaca que poderá ser díficil convencer as ruas sobre a necessidade de uma medida que vai beneficiar políticos.

@lingua

ID Jovem – Prefeitura de Petrolina realiza emissão da Identidade Jovem

 

imagesA secretaria de cidadania através da secretaria executiva de Juventude e Qualificação profissional fará a emissão da Identidade Jovem.  A Identidade Jovem, ou simplesmente ID Jovem, é o documento que possibilita acesso aos benefícios de meia-entrada em eventos artístico-culturais e esportivos e também a vagas gratuitas ou com desconto no sistema de transporte coletivo interestadual, conforme disposto no Decreto 8.537/2015.

Para se cadastrar na ID, o interessado deve comparecer na Secretaria executiva de Juventude e qualificação profissional, portando CPF, RG, Comprovante de Residência e Número do NIS no horário de 8:00 às 13:00, no Parque municipal  Josefa Coelho.

Lançado pelo Governo Federal na última terça feira (07/12) a identidade jovem é definida como o documento que comprova a condição de jovem de baixa renda, é o único meio legal para acesso ao benefício da reserva de vagas no transporte interestadual para jovens de baixa renda. A ID Jovem é destinado às pessoas com idade entre 15 e 29 anos pertencente à família com renda mensal de até dois salários mínimos. Além disso, o jovem também tem de estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e essas informações devem estar atualizadas a cada dois anos.

 

Cauby Fernandes

Assessoria de cidadania

07.12.2016

Gratuidade de passagem de ônibus para idosos e deficientes é suspensa

onibus-idosaA gratuidade da passagem para idosos com menos de 65 anos e para pessoas com necessidades especiais em transportes públicos municipais, foi suspensa ,nesta terça-feira (6), em Petrolina no Sertão de Pernambuco.

De acordo como Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo do Vale do São Francisco (Setranvasf), a decisão é do Tribunal de Justiça de Pernambuco, através de uma Ação de Inconstitucionalidade, e já está em vigor.

A Setranvasf só aplicará a determinação a partir do dia 11 de dezembro para deficientes,idosos e pessoas com necessidades especiais.. O prazo foi dado para que pessoas que tenham o cartão do Bilhete Integrado de Petrolina (Bip), que garante a gratuitidade da passagem, possam revalidar os cartões e garantir a aquisição de créditos, se houver interesse.

 

@lingua

Caso Beatriz cansa a beleza de Augusto Coelho

augusto-coelhoNão é primeira vez que o médico Augusto Coelho, expõe a sua insensibilidade com a dor alheia. Em entrevista concedida na Emissora de Rádio Petrolina FM, Augusto passa por cima da dor de uma família e faz declarações indesejadas.  Um ano depois da morte de Beatriz Angélica Mota, assassinada nas dependências do Colégio Maria Auxiliadora, em dezembro de 2015, Augusto Coelho  coloca veneno na sua língua e diz que quem sofre é o colégio onde a menina foi  morta.

O médico Augusto Coelho, afirmou que o Colégio Maria Auxiliadora estava sendo vítima de uma campanha insidiosa e injusta, e questionou as manifestações que foram feitas, afirmando que na frente do colégio não era o local certo para protestos.

Ele sugeriu a criação de uma pauta positiva sobre o caso, e chamou de incompetente os órgãos responsáveis pela investigação. No ápice de sua insensibilidade o médico reiterou a  sua solidariedade ao colégio reafirmando que a instituição continua sendo vítima de injúrias.

“A dor da família é invencível, mas isso não justifica que o colégio seja afrontado dessa maneira. A criança estava em uma festa, os pais estavam presentes, então a responsabilidade não é somente da escola. Foi um ano de massacre da opinião pública com comentários contraditórios. Se esse crime é indissolúvel não vamos ficar jogando pedras, liberem a quadra do colégio, isso não é justiça e sim injustiça, esse assunto já cansou a beleza das pessoas”,declarou o médico.

Quanto falta de sensibilidade…

 

Cauby Fernandes

Caiu!!! Renan Calheiros é afastado da presidência do Senado

downloadO presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), acaba de ser afastado da presidência da Casa, por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello.

O ministro atendeu ao pedido do partido Rede Sustentabilidade e entendeu que, como Renan Calheiros virou réu, não pode continuar no cargo em razão de estar na linha sucessória da Presidência da República.

“Defiro a liminar pleiteada. Faço-o para afastar não do exercício do mandato de Senador, outorgado pelo povo alagoano, mas do cargo de Presidente do Senado o senador Renan Calheiros. Com a urgência que o caso requer, deem cumprimento, por mandado, sob as penas da Lei, a esta decisão”, diz trecho da liminar.

Marco Aurélio deverá levar a decisão liminar, ou seja, provisória, a referendo do plenário do Supremo, o que ainda não tem data.

.2285be85-770e-436e-8fec-bac1ad08df72

A irresponsabilidade do Conselho Tutelar de Petrolina

imagesPetrolina conta (ou não) com  dois Conselhos Tutelar que atendem a população. Nos fins de semana os dois conselhos  se unem para fazer o plantão para atendimentos emergenciais.

O problema é que o numero do celular do Conselho, simplesmente não atende a ninguém e a nenhum pedido. Os conselheiros de Petrolina são conhecidos por reclamarem  da falta de motorista e de material pra fazer os atendimentos e diligencias. Segundo a prefeitura de Petrolina, esses problemas  foram  sanados, no entanto a irresponsabilidade com a cidade tem sido marca do Conselho nos fins de semana. Diversas pessoas que procuraram o Conselho tutelar para relatar suas queixas,  se decepcionaram ao perceber que os conselheiros não fazem atendimento.

“Há três finais de semana consecutivos que Petrolina não tem atendimento para crianças e adolescentes vítimas de violência, todos os tipos de violência”, disse  Valter Souza, morador do bairro do Pedro Raimundo.

 

O morador relata que durante o dia diversas crianças compram bebidas alcoólicas nos diversos bares do bairro. Segundo o morador,  o conselho nunca atende suas ligações. “É uma vergonha esse Conselho Tutelar de Petrolina! Reclamam muito e nada fazem, é um bando de pessoas sem responsabilidade!” disse o morador.

 

A equipe do Blog entrou em contato com os conselheiros nesse fim de semana e o que percebemos foi um jogo de empurra para um lado e para outro.

Em conversa com o conselheiro Evaldo Souza no último domingo, nos foi passado que apenas um conselheiro fica de plantão. Evaldo Souza nos pediu que a redação do blog não ligasse para ele sem que estivesse de plantão. “Eu não tenho nada haver com o conselho se não estou de plantão, apenas me ligue se por acaso  estiver na ronda plantonista”, disse o conselheiro.

 

Segundo Gileade Santos, Conselheiro, a atitude de Evaldo Souza não foi correta, já que o mesmo é conselheiro eleito pelo povo, e ainda que não esteja de plantão ele precisa ter responsabilidade com a população. “Acho certo as pessoas reclamarem, acho incorreta a posição do conselheiro ao se esquivar do trabalho. Fomos eleitos pelo povo!”, disse.

 

O que nos resta é a indignação pelas atitudes dos conselheiros! Que vergonha!

 

Por Cauby Fernandes

Contran suspende uso de cadeirinhas em vans escolares

CAD06 SÃO PAULO/SP 08/06/2010 CADEIRA VAN ESCOLAR CIDADES - O condutor de transporte escolar João Carlos Garcia usa em sua van uma cadeira especial para o transporte de criança. Luiza da Cunha Cella de 2 anos vai na cadeira enquanto sua irmã Ana Clara usa o cinto no assento ao lado. Elas são alunas do Colégio Augusto Laranja, que fica em Moema. FOTO: HÉLVIO ROMERO/AE

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran)  suspendeu a obrigatoriedade do uso de cadeirinhas para crianças de até 7 anos e meio em veículos de transporte escolar. A resolução foi publicada na edição do “Diário Oficial da União” desta quinta-feira 1º de dezembro de 2016
A decisão inicial do Contran, publicada em julho do ano passado, previa que, a partir de fevereiro 2016, os veículos de transporte escolar teriam de disponibilizar cadeirinhas para crianças de até 7 anos e meio.

exigência provocou protestos de motoristas de transportes escolares em diversos estados, como Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e no Distrito Federal. Nas manifestações, os motoristas reclamavam que as cadeirinhas não são práticas.

No final de 2015, a fiscalização já havia sido adiada fiscalização para 1º de janeiro de 2017.

O órgão justificou que a decisão de suspenderr a exigência foi tomada em razão de dificuldades técnicas, econômicas e sociais para a adaptação dos veículos escolares em circulação, além da baixa oferta no mercado de cadeirinhas com cinto de segurança do tipo sub-abdominal.

 

Outro motivo apontado pelo Contran foi a necessidade de realização de estudos complementares para a avaliar a efetividade das cadeirinhas.

O uso das cadeirinhas foi considerado obrigatório em 2015. Desde 2010, a legislação obriga que crianças de até 1 ano sejam transportadas no bebê-conforto e as que têm entre 1 e 4 anos, em cadeirinhas com encosto e cinto próprio em carros de passeio.

As cadeirinhas devem ter o assento elevado, fechos de travamento e opção de ajuste do cinto de segurança.

@lingua

Fernando Bezerra não convence ! Nota emitida é contraditória

fernando_bezerra_beto_barata_ae_630O nome do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), como todos sabem, Consta na relação dos que votaram a favor da urgência do pacote anticorrupção na sessão da última quarta-feira (30) no senado. O senador , parece estar perdendo seu poder de persuasão ao emitir uma nota esclarecendo sua posição diante da tramitação da matéria. O que FBC não levou em conta, é que a maioria dos brasileiros em especial o povo petrolinense, tem estado com a pulga atrás da orelha ao ver seu “ilustre” filho tendo o nome citado em casos que envergonham a cidade. Com palavras difíceis, com tom arrogante e com tremenda falta de concisão, a nota nada esclarece o porquê da urgência da votação.

Fernando Bezerra em suas palavras escreve: “Vivemos tempos em que a população clama pelos fins dos privilégios.  Em um Estado de Direito onde não se pode conceber a existência de castas que não respondem pelos seus próprios atos e não estão sujeitas a qualquer controle. Por tudo isso, é preciso deixar claro que não se quer punir o exercício da autoridade ou do poder, e, sim os abusos praticados por autoridades públicas, sejam elas de qualquer um dos Poderes da República”.

Existem contradições na escrita do senador quando ele fala de “castas”, quando na verdade ,ele mesmo instituiu o domínio no estado fazendo da sua família um clã que visa seus próprios interesses. O povo pernambucano e petrolinense já não engolem palavras fáceis como antigamente, o povo pensa adiante e percebe que essas palavras são no mínimo contraditórias.

A verdade é que todos os senadores que quiseram a urgência em votar esse projeto, pensavam somente nos seus umbigos. Fernando já não convence!

 

Confira a íntegra da nota:

Sobre a votação do requerimento de urgência do PLC 80/2016, ocorrida ontem (30), tenho a dizer o seguinte:

Tramita, no Senado, o projeto de lei (PLS) 280/2016, cujo objetivo é substituir a Lei 4.898/65, que trata dos crimes de abuso de autoridade. Este projeto, do Senado, remonta aos trabalhos do Segundo Pacto Republicano e teve a participação de juristas de insuspeita reputação, como o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, e o então desembargador Rui Stoco.

O PLS 280/2016 vem tramitando de forma transparente no Senado, com a realização de audiências públicas e debates, a exemplo da sessão especial que ocorre hoje (1º), com a participação do ministro do STF, Gilmar Mendes, e os juízes federais Sérgio Moro e Sílvio da Rocha.

Assim como outros 32 projetos de lei, o PLS 280/2016 teve seu requerimento de urgência aprovado em 22/11/2016. E, nem por isso, ele foi votado naquela data.

É preciso esclarecer que os requerimentos de urgência têm a função de abreviar o rito legislativo de proposições que tenham relevância de tema, como é o caso do PLS 280/2016.

Outra questão que também precisa ser esclarecida é que o PLC 80/2016, da Câmara dos Deputados, trata das chamadas “medidas anticorrupção” e fora aprovado na Câmara dos Deputados com conteúdo conexo ao PLS 280/2016, do Senado; especialmente pela aprovação da Emenda 4 do Plenário da Câmara dos Deputados. Esta referida emenda incluiu no projeto de lei o tratamento de crimes de abuso de autoridade cometidos por magistrados e membros do Ministério Público.

Por consequência, seria lógica a tramitação de ambos os projetos sob o mesmo regime de tramitação legislativa (o regime de urgência) e sob os cuidados do mesmo relator: o senador Roberto Requião (PMDB-PR).

Evidentemente, isso não significa a aprovação do PLC 80/2016 tal como ele veio da Câmara dos Deputados. Pelo contrário, é preciso decidir qual dos textos deve prevalecer, já que um prejudica o outro.

Entendo que o PLC 80/2016 é meritório em diversos aspectos, mas não no todo. No meu entendimento, o tratamento do abuso de autoridade é feito com maior propriedade no PLS 280/2016. Daí, eu acreditar que a essência do texto oriundo do Senado Federal (PLS 280/2016) deve prevalecer sobre aquele que veio da Câmara dos Deputados. O projeto do Senado é, na minha avaliação, mais técnico e razoável.

Vivemos tempos em que a população clama pelos fins dos privilégios. Em um Estado de Direito onde não se pode conceber a existência de castas que não respondem pelos seus próprios atos e não estão sujeitas a qualquer controle.

Por tudo isso, é preciso deixar claro que não se quer punir o exercício da autoridade ou do poder, e, sim os abusos praticados por autoridades públicas, sejam elas de qualquer um dos Poderes da República.

Fernando Bezerra Coelho/Senador da República pelo PSB

Por Cauby Fernandes

@lingua

 

Renan, senadores e as manobras para ajudar os fichas sujas

2005201607260550%  dos senadores que fizeram  a manobra para  a rápida votação do pacote de medidas  anticorrupção, está  enquadrado na Operação  Lava Jato. Dos 14 senadores que votaram em favor da urgência, 7 são investigados na Lava Jato.

Na noite desta quarta-feira, 30, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), coordenou uma estratégia  para votar o pacote que veio da Câmara dos Deputados sem espaço para discussão nas comissões da Casa. Ainda bem que o requerimento acabou derrotado em plenário.

 

Confira a lista dos senadores investigados na Lava Jato:

 

Valdir Raupp (PMDB-RO) – Investigado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro; PGR apresentou denúncia contra o senador em setembro

 

Ciro Nogueira (PP-PI) – Investigado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro; Cabe à PGR decidir se denuncia o senador

 

Fernando Collor (PTC-AL) – Investigado por corrupção passiva e desvio de dinheiro; PGR apresentou denúncia contra o senador em 2015

 

Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) – Investigado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro; PGR apresentou denúncia contra o senador em outubro

 

Benedito de Lira (PP-AL) – Investigado por corrupção e lavagem de dinheiro; PGR apresentou denúncia contra o senador em 2015

 

Humberto Costa (PT-PE) – Investigado por corrupção; Polícia Federal pediu arquivamento do inquérito por falta de provas em agosto

 

Lindbergh Farias (PT-RJ) – Investigado por corrupção e lavagem de dinheiro; Polícia Federal pediu arquivamento do inquérito por falta de provas em novembro.

Carlos Ferreira Xavier

@lingua