Arquivo - 18 de Setembro de 2016

1
Lago de Sobradinho agoniza e vai para o volume morto
2
A cor da eleição 2016: Homem branco ainda é maioria
3
R$ 881,7 milhões em recursos para as campanhas
4
Mensagem de reflexão

Lago de Sobradinho agoniza e vai para o volume morto

1157

 

Sobradinho, a segunda maior represa  do Brasil em quantidade de água,  está em alerta e acionou o sinal vermelho. O lago agoniza e  chegará ao  volume morto. Isso acontece em função da grande seca que assola todo o Nordeste. Sobradinho deve zerar neste ano e vai para o volume morto em dezembro.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou que Sobradinho registrava acúmulo de água correspondente a apenas 12% de sua capacidade. Em setembro, o órgão avaliou reduzir a vazão das comportas da usina de 800 para 70 metros cúbicos por segundo como forma de evitar alcançar o volume morto rapidamente. O Ibama recomenda uma vazão de 1,1 mil m³/seg.

“Acompanhamos a Bacia do São Francisco há 84 anos. Nunca vimos nada assim.Temos de reduzir a vazão. Não se trata mais de preservar só o setor elétrico, até porque a região pode recorrer à geração de outras fontes. Estamos falando de água para consumo. A questão fundamental é o abastecimento humano”, diz João Henrique Franklin, superintendente de operação e contratos de transmissão e energia da Chesf, estatal responsável pela barragem.

Por Cauby Fernandes

A cor da eleição 2016: Homem branco ainda é maioria

21-06-2015-114911_pesquisa

 

490 mil brasileiros registraram candidaturas para as eleições de prefeito, vice-prefeito e vereador no pleito eleitoral que acontece nos municípios brasileiros em 02 de outubro de 2016. O que chama a atenção nessas eleições é que, mais uma vez, os candidatos homens (68,9%) tem a maioria.  E os brancos são 51,5% predominam.

Os números fazem parte de estatísticas divulgadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e se referem aos dados informados pelos postulantes às vagas de prefeito, vice-prefeito e vereador no momento do registro de sua candidatura a um dos 5.570 municípios brasileiros.

A cada 10 candidatos, sete são homens. O percentual de mulheres que vão disputar as eleições é de 31%. Proporção bem abaixo da presença delas na sociedade, onde são mais da metade da população nacional (50,64%), segundo projeção do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Os partidos que obtiveram maior percentual de candidaturas registradas foram o PMDB (8,96%), PSDB (7,2%), PSD (5,95%), PP (5,65%) e PSB (5,45%). Em seguida, entre os partidos com mais candidaturas, aparecem o PDT (5,27%) e o PT (4,86%).

As profissões mais comuns entre os candidatos são agricultor (7,2%), servidor público municipal (6,5%), comerciante (6,5%) e empresário (5,2%).

 

Por Cauby Fernandes

R$ 881,7 milhões em recursos para as campanhas

doacoes-para-campanhas-eleitorais-serao-definidas-nesta-semana-575x200

Dados das prestações de contas dos candidatos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostraram  que os candidatos do PMDB, PSDB e PSB ficaram  entre os que mais granjearam recursos de doações eleitorais. PSD, PP e PDT aparecem logo a seguir . O PT aparece em 7º  lugar.

Já com as candidaturas para  prefeito, O TSE indicou que o PDT fica à frente do PP. Já se contabilizadas as doações feitas apenas aos candidatos a vereador, o PP aparece em 3º lugar, seguido de PSD, PT, PSB e PDT.

Segundo o Tribunal, 87,9% dos candidatos mandaram as informações referentes à prestação de contas parcial das campanhas. Entre os partidos, no entanto, o percentual foi de 48,05%.

No montante geral, os candidatos conseguiram arrecadar  R$ 881,7 milhões em recursos para as campanhas. Desse total, R$ 459 milhões foram para os candidatos a prefeito, 52% do total.

Os candidatos têm de apresentar os relatórios das doações recebidas para a campanha a cada 72 horas, segundo as novas regras da Justiça Eleitoral.

 

Por Cauby Fernandes

Mensagem de reflexão

size_960_16_9_ideias-inovacao