PGR denuncia Bolsonaro por racismo

PGR denuncia Bolsonaro por 'quilombolas não servem nem para procriar'

Resultado de imagem para letra Aprocuradora-geral da República, Raquel Dodge, apresentou na quinta-feira, 12, ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma denúncia contra o deputado federal e pré-candidato do PSL à Presidência da República Jair Bolsonaro (RJ) por racismo praticado contra quilombolas, indígenas, refugiados, mulheres e LGBTs. O filho do deputado, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) também foi denunciado, por ameaçar uma jornalista.

De acordo com a denúncia, em uma palestra no Clube Hebraica do Rio de Janeiro, em abril de 2017, o deputado federal, em pouco mais de uma hora de discurso, “usou expressões de cunho discriminatório, incitando o ódio e atingindo diretamente vários grupos sociais”.

Na peça, a procuradora-geral avalia a conduta de Bolsonaro como ilícita, inaceitável e severamente reprovável. “A conduta do denunciado atingiu bem jurídico constitucionalmente protegido e que transcende a violação dos direitos constitucionais específicos dos grupos diretamente atingidos com a suas manifestações de incitação ao ódio e à discriminação para revelar violação a interesse difuso de toda sociedade, constitucionalmente protegido”, escreve Raquel.

No documento, Raquel ressalta que a Constituição Federal garante a dignidade da pessoa, a igualdade de todos e veda expressamente qualquer forma de discriminação.

Se condenado, Bolsonaro poderá cumprir pena de reclusão de 1 a 3 anos. A procuradora-geral pede ainda o pagamento mínimo de R$ 400 mil por danos morais coletivos. No caso de seu filho, a pena prevista – de um a seis meses de detenção – pode ser convertida em medidas alternativas, desde que sejam preenchidos os requisitos legais.

Em relação a Eduardo Bolsonaro, a PGR afirma que, por meio do aplicativo Telegram, o deputado enviou várias mensagens à jornalista Patrícia de Oliveira Souza Lélis dizendo que iria acabar com a vida dela e que ela iria se arrepender de ter nascido. O parlamentar escreveu ainda diversas palavras de baixo calão com o intuito de macular a imagem da companheira de partido: “otária”, “abusada”, “vai para o inferno”, “puta” e “vagabunda”. A discussão ocorreu depois que Eduardo Bolsonaro postou no Facebook que estaria namorando Patrícia Lélis, que nega a relação. Além de prints das conversas que comprovam a ameaça, a vítima prestou depoimento relatando o crime.

A pena mínima estabelecida a Eduardo é de um ano de detenção, ele pode ser beneficiado pela Lei de Transação Penal, desde que não tenha condenações anteriores, nem processos criminais em andamento. Se cumprir as exigências legais, a proposta de transação penal é para que Eduardo Bolsonaro indenize a vítima, pague 25% do subsídio parlamentar mensal à uma instituição de atendimento a famílias e autores de violência doméstica por um ano, além de prestação de 120 horas de serviço à comunidade. De acordo com a PGR, o relator do caso no STF é o ministro Roberto Barroso.

Defesa

Procurado pela reportagem, o deputado disse que não quis ofender ninguém.

“Se faz brincadeira hoje em dia, tudo é ódio, tudo é preconceito. Se eu chamo você de quatro olhos, de gordo, não tô ofendendo os gordos do Brasil. Eles querem fazer o que na Alemanha já existe: tipificar o crime de ódio. Pra mim pode ser, e pra você pode não ser”, disse o parlamentar.

“Tanta coisa importante pro Brasil, pro Judiciário se debruçar e vai ficar em cima de uma brincadeira dessa. É a pessoa que eu fiz a brincadeira que tem de tomar as providências. A vida segue”, comentou o deputado.

Ver Postagem

Após áudio sobre Lula atribuído a Chico Pinheiro, Globo adverte jornalistas

Após áudio sobre Lula atribuído a Chico Pinheiro, Globo adverte jornalistas

 

 

Resultado de imagem para letra o diretor-geral de Jornalismo da Globo, Ali Kamel enviou  aos jornalistas da emissora um e-mail em que alerta sobre o uso de redes sociais. Kamel adverte que os profissionais do departamento não devem expressar publicamente suas preferências políticas e partidárias, porque isso causaria “dano” à emissora.

Segundo o site Notícias da TV, o e-mail foi disparado horas depois de vazar nas redes sociais um conjunto de áudios em que o jornalista Chico Pinheiro, apresentador do Bom Dia Brasil, faz uma apaixonada defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso no último sábado por corrupção passiva.

“Realizaram o fetiche. O fetiche deles era Lula na cadeia. Não foi feito do jeito que eles queriam, mas o Lula foi. E agora? O que vão fazer agora? Como é que fica? Qual é o próximo passo? Que o Lula tenha calma e sabedoria, inspiração divina para ficar quieto onde ele está”, teria dito Pinheiro em um dos áudios, publicado em um grupo fechado no WhatsApp, do qual participam jornalistas, intelectuais e políticos de esquerda .

Pinheiro ataca ainda, indiretamente, o juiz Sérgio Moro, que determinou a prisão de Lula: “A direita está louca. Os coxinhas estão perdidos”.

Ainda que não cite o jornalista, o e-mail de Ali Kamel é uma clara resposta à repercussão das falas do âncora, pois o diretor-geral de Jornalismo da Globo faz referência ao vazamento dos áudios.

“Não se pode expressar essas preferências publicamente nas redes sociais, mesmo aquelas voltadas para grupos de supostos amigos”, ensina Kamel, porque, “uma vez que se tornem públicas pela ação de um desses amigos, é impossível que os espectadores acreditem que tais preferências não contaminam o próprio trabalho jornalístico, que deve ser correto e isento”.

Kamel alerta que essa “contaminação” compromete o trabalho do jornalista em uma eleição (como Chico Pinheiro irá entrevistar um candidato da direita agora?) e prejudica a Globo. “O dano está feito”, escreve.

Ouça o áudio da polemica Global:

Ver Postagem

Brasil tem nova presidente

Com viagens de Temer, Maia e Eunício, Cármen Lúcia assume o Brasil

 

Imagem relacionadapresidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, assume a presidência da República por algumas horas, a partir de hoje (13). Isso porque o presidente Michel Temer viajará para o Peru, onde participará da Cúpula das Américas. Segundo o STF, ela deverá despachar do Palácio do Planalto, sede do governo.

Cármen Lúcia assume o comando do país assim que Temer deixar o espaço aéreo brasileiro. O presidente retorna amanhã, em horário a definir.

Apesar de Rodrigo Maia, presidente da Câmara, e Eunício Oliveira, presidente do Senado, aparecem na frente de Cármen Lúcia na linha sucessória, eles se tornariam inelegíveis no pleito deste ano caso assumissem o posto de Temer. Com isso, ambos deixam o país no mesmo período. Eunício faz uma viagem previamente marcada ao Japão e Maia visita o Panamá para participar de um evento.

Não é a primeira vez que um presidente do STF assume interinamente a presidência da República. Em setembro de 2014, Ricardo Lewandowski foi presidente por dois dias, quando a presidente Dilma Rousseff e Michel Temer, então vice-presidente, estavam em agendas fora do país.

Em 2002, foi o ministro Marco Aurélio Mello, em virtude de uma viagem de Fernando Henrique Cardoso à Europa. Na ocasião, o vice-presidente também estava fora do país e os presidentes da Câmara e o Senado acompanharam FHC em sua viagem.

Os outros ministros do STF que já assumiram interinamente a cadeira de presidente da República foram José Linhares, que assumiu, com a deposição de Getúlio Vargas, de 30 de outubro de 1945 a 31 de janeiro de 1946; José Carlos Moreira Alves, em 1986; e Octávio Gallotti, em agosto de 1994.

Ver Postagem

“Cristina Costa tem que se respeitar! Se colocar no lugar dela”, disse o assessor de Miguel Coelho

Resultado de imagem para queima ela chesus

Resultado de imagem para letra o assessor de Miguel Coelho, Tales Kalil, para assuntos da Casa Plínio Amorim, enviou  sua indignação ao Blog A língua, através de um áudio. Ele foi ouvido pela Radialista Neya Gonçalves, e retratou o que de fato aconteceu entre ele e a vereadora Cristina Costa do PT.

Toda essa celeuma começou, depois que Kalil, criticou o movimento idealizado pelo Partido dos trabalhadores , nesta semana, onde um adesivaço foi realizado em frente à prefeitura. O movimento entitulado ” Lula Livre”, trouxe para à Avenida Guararapes, diversos militantes  que faziam protesto pela liberdade do ex-presidente.

Kalil, em rede social e grupos do Whatsapp, criticou a forma de  se fazer o protesto, segundo ele, pouca gente, e nenhuma orientação adequada. O assessor em tom de indignação, disse que ” Cristina tem que se colocar no lugar dela”, e parar de defender bandido, já que o ex-presidente Lula da Silva, está condenado e preso.

Ele foi mais além e disse que Costa, está equivocada quanto as suas colocações. “Eu não sou assessor de comunicação. A vereadora se equivoca dizendo que usei site falso, eu nunca utilizei de site falso e conta uma inverdade. Por falta de pauta e de assunto Cristina trás assuntos que não são bons para a sociedade. Com palavras agressivas ela me desrespeita. Eu não sou moleque, e a vereadora parece que não tem o que mostrar. Petrolina paga caro a ela como vereadora, e ela deveria trabalhar mais pela população e deixar de defender bandido”, desabafou o assessor.

 

 

Ver Postagem

“Assessor de Miguel Coelho usa cargo para fazer o mal”, disse Cristina Costa

Imagem relacionada

 

Resultado de imagem para letra oO assessor de Miguel Coelho, Thalles Kallil, que agora fica na Câmara de vereadores para vigiar os Edis, aprontou mais uma com a Vereadora Cristina Costa. E claro, isso deixou a vereadora furiosa.

É que Thalles Kallil, o assessor, divulgou fotos da vereadora fazendo o adesivaço de “Lula Livre”, nas redes socias, na avenida Guararapes, nesta semana. O assessor, ridicularizou o evento. Para Thalles, uma ação sem efeito, e que demonstra a falta de força do partido na cidade, bem como a falta de estratégia de Cristina Costa, que hoje é um dos nomes mais  pulsantes da sigla na cidade.

A vereadora em entrevista, disse  que o “assessor de Miguel Coelho usa o cargo para fazer o mal”.Será que tá possuído?

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e atividades ao ar livreA vereadora foi mais além e lembrou que o assessor, é recorrente em ter esse tipo de atitude. ” Não é a primeira vez que Thalles fez isso.No meu primeiro ano do novo mandato, ele usou site falso da Câmara, eu fui até o presidente Osório Siqueira para chamar atenção . Já é prática dele. É uma pessoa que usa o cargo para fazer mal. Ele não tem condição e capacidade de ocupar um cargo como esse. A gente não vai aceitar isso. É preciso que Miguel, pegue o dinheiro que paga a ele e vá ajudar as pessoas”, desabafou a vereadora.

 

Acompanhe o áudio da vereadora:

 

 

Ver Postagem

Mulher de 64 anos dá à luz uma menina em maternidade de Belo Horizonte

Resultado de imagem para mulher de 64 anos dá à luz

Resultado de imagem para Letra A

pós 30 anos tentando engravidar, Norma Maria de Oliveira, hoje com 64 anos, deu à luz uma criança nesta terça-feira (10) na Maternidade Octaviano Neves, no bairro Santa Efigênia, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. A menina nasceu prematura de oito meses, com 1,7 quilo e está internada na incubadora. Mãe e filha passam bem, segundo a maternidade.

“Eu trabalho com gravidez de mulheres com idades consideradas de risco, 42 anos, 46 anos. É a primeira vez que trabalhei com alguém com mais de 50”, disse a ginecologista e obstetra Rita de Cássia Amaral.

Norma passou por uma fertilização in vitro. O óvulo é de uma doadora. Já o espermatozoide é do companheiro de Norma que tem 45 anos. “Ela me procurou no ano passado com este desejo de ser mãe. Foi considerada uma gravidez de alto risco. Na última consulta ela estava com a pressão alta e decidimos fazer a cesárea”, contou a médica. Ainda não há data para que mãe e filha recebam alta.

Com informações do G1

Ver Postagem

Cartões de Crédito passarão por CPI

Resultado de imagem para cartoes de crédito

Resultado de imagem para letra u

ma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) formada na quarta-feira (12), em Brasília  terá como missão investigar os juros cobrados pelas operadoras de Cartões de Crédito. E um dos titulares será o senador Fernando Bezerra Coelho .

Bezerra afirma que a taxa básica de juros (Selic) encontra-se no menor percentual desde 1986 (6,5% ao ano) e a inflação registra o menor índice em 24 anos (saindo de mais de 10%, em 1994, e chegando atualmente a 2,68%) e ele solicitou ao Banco Central que reduza os juros.

“Apesar dos esforços do Executivo para diminuir este custo, os juros cobrados pelas operadoras de cartões continuam muito altos, próximas a 300% ao ano. Não há justificativas para serem maiores que 100% ao ano. Estes índices atingem a classe média e os assalariados e afetam diretamente a produtividade e a economia”, disse o senador da lembrando da importância da criação da CPI.

 

Ver Postagem

Bahia vende a Cesta do Povo

Resultado de imagem para cesta do povo

Imagem relacionada

 

empresa NGV Empreendimentos e Participações, liderada pelo investidor espanhol Ignacio Morales, comprou por R$ 15 milhões a Empresa Baiana de Alimentos (Ebal) e, com isso, passará a comandar a Cesta do Povo. O leilão da estatal foi feito na manhã de ontem (11), na Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), como parte do processo de alienação societária da Ebal.

A proposta da NGV foi a única. Este foi o terceiro leilão realizado, sendo que os dois primeiros não atraíram participantes. Com a compra, o grupo adquiriu, além da participação acionária da Ebal, os fundos de comércio relativos às 49 lojas da Cesta do Povo, além do direito de exploração da marca Cesta do Povo e o Programa Credicesta.

Para arrematar a estatal, o investidor espanhol se associou ao presidente da Associação Baiana dos Supermercados (Abase), Joel Feldman, a quem caberia administrar as lojas da antiga rede. O resultado do leilão será homologado nos próximos dias. Uma das condições é a manutenção significativa de postos de trabalho.

Ver Postagem

Paulo Câmara: “Lula é um nordestino que lutou bravamente para diminuir as desigualdades sociais”

José Cruz - ABR

Resultado de imagem para letra n

 

o dia em que governadores do Nordeste foram a Curitiba (PR) tentar fazer uma visita ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), também divulgou manifestar sua solidariedade ao principal nome do PT.

Segundo o chefe do executivo pernambucano, Lula é um “nordestino que lutou bravamente para diminuir as desigualdades sociais, econômicas, levou obras estruturadoras que hoje o povo de Pernambuco, de todo o nordeste colhe os frutos, focando na melhoria da qualidade de vida do povo”.

O ex-presidente foi condenado sem provas no processo do triplex no Guarujá (SP), acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de ter recebido o apartamento como propina da empreiteira OAS. Mas, na apresentação da denúncia, em setembro de 2016, o procurador Henrique Pozzobon admitiu que não havia “prova cabal” de que Lula era o proprietário do triplex. Em em janeiro deste ano a Justiça do Distrito Federal determinou a penhora dos bens da construtora, dentre eles o apartamento que a Operação Lava Jato atribuiu ao ex-presidente.

Antes de se entregar à PF em São Paulo, no sábado (7), Lula fez um discurso histórico. “Não adianta tentar acabar com as minhas idéias, elas já estão pairando no ar e não tem como prendê-las. Não adianta parar o meu sonho, porque quando eu parar de sonhar, eu sonharei pela cabeça de vocês e pelos sonhos de vocês”, disse. “Não adianta eles acharem que vão fazer com que eu pare, eu não pararei porque eu não sou um ser humano, sou uma ideia” (veja aqui).

Ver Postagem

Petrolina: beneficiários têm até hoje para agendar perícia no INSS

Prazo vence para 94 mil beneficiários
Resultado de imagem para letra q

 

 

uem recebe aposentadoria por invalidez ou auxílio-doença têm até esta sexta-feira (13) para agendar a perícia de revisão do benefício. O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) faz o pente-fino para diminuir o número de pessoas que recebem os benefícios indevidamente.

Em 23 de março, foram convocados 94 mil segurados para revisão do benefício. Na segunda fase do pente-fino, iniciada em março, já foram realizadas 191.449 perícias, sendo 49.570 dos que recebem auxílio-doença e 141.879 dos que recebem aposentadoria por invalidez. Desse total, até 10 de abril, foram cancelados 36.970 benefícios por auxílio-doença e 43.009 por aposentadoria por invalidez.

Para realizar o agendamento, o beneficiário deve ligar para o telefone 135. Não é necessário ir até uma agência do INSS. A partir da suspensão, o beneficiário tem até 60 dias para procurar o INSS e agendar a perícia. Se não procurar o INSS nesse prazo, o benefício será cancelado. Na data marcada para a realização da avaliação, o segurado deve levar a documentação médica que justifique o recebimento do benefício, como atestados, laudos, receitas e exames.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social, ao todo, o processo o pente-fino nos benefícios inclui 552.998 auxílios-doença e 1.004.886 aposentadorias por invalidez a serem revisados. Na primeira fase, inciada em 2016, foram feitas 279.761 perícias de auxílios-doença e 10.073 de aposentadorias por invalidez.

Ver Postagem