Jogos do Brasil na Copa não serão feriados

Jogos do Brasil na Copa não serão feriados; acordo com empresas é opção

Resultado de imagem para letra o

Ministério do Trabalho anunciou nesta quarta-feira (23) que, com base na lei trabalhista em vigor no país, os jogos do Brasil na Copa do Mundo da Rússia em dias úteis não serão considerados feriados.

A opção ficará a cargo da empresa, que poderá entrar em acordo com os funcionários se haverá ou não expediente nos horários em que a seleção brasileira estiver em campo. Se a opção for pela folga, os dias de trabalho terão de ser compensados posteriormente.

Se chegar até a final do Mundial, o Brasil poderá jogar até cinco vezes em dias úteis: contra a Costa Rica, em 22 de junho (sexta-feira), Sérvia, no dia 27 (quarta), nas oitavas de final, dia 2 ou 3 de julho (segunda ou terça), nas quartas (dia 6, sexta) ou na semifinal (10 ou 11 de julho, terça ou quarta).

“Mas é importante deixar claro que esse acordo entre a empresa e os seus funcionários precisa ocorrer. Se o trabalhador decidir faltar para assistir aos jogos deliberadamente, a empresa poderá considerar falta e descontar, além desse dia, também os dias de feriado e de repouso”, esclareceu Erika Medina Stancioli, auditora-fiscal do Trabalho da Coordenação Geral de Fiscalização do Ministério do Trabalho.

“De acordo com o parágrafo 6º do artigo 59 da CLT (Consolidação das Leis de Trabalho), a partir da reforma trabalhista, se a compensação ocorrer no mesmo mês da liberação para os jogos, esse acordo poderá ser tácito e individual, sem necessidade de documento escrito ou de validação do sindicato”, completou Erika. (Folhapress)

 

Ver Postagem

Governo anuncia acordo para suspender greve de caminhoneiros por 15 dias

Resultado de imagem para acordo com caminhoneiros

Resultado de imagem para letra d

epois de sete horas de reunião em Brasília, o governo e parte das associações de caminhoneiros anunciaram um acordo para suspender a paralisação da categoria por 15 dias.

Eliseu Padilha, Eduardo Guardia e outros ministros estão dando entrevista coletiva sobre o assunto neste momento. O ministro da Casa Civil já prometeu reduzir a zero a Cide para o ano de 2018.

O representante de uma associação, contudo, disse que manterá o movimento. A paralisação, que começou na segunda-feira, afeta estradas de 22 estados e do Distrito Federal.

Ver Postagem

Antonio Souza acredita na Zona Franca do Semiárido

 

Resultado de imagem para letra o

empreendedor social e pré-candidato ao senado Antonio Souza (REDE) ,que defende a implantação de políticas de desenvolvimento econômico e social  que resolvam e transformem a vida do sertanejo para melhor, garantindo milhões de novos empregos e o desenvolvimento regional, acredita  que a Zona Franca do Semiárido Nordestino,pode aquecer as vendas da montadora brasileira TAC Motors, com fábrica em Sobral (CE).

A TAC Motors  lançou nesta quarta-feira (23/05) a versão renovada do Stark, o   jipe que  é o único modelo da empresa, criada em 2006 para atuar no nicho de veículos com tração nas quatro rodas (4×4) e uso fora de estrada ou off road. Com poucas mudanças, a versão atualizada do Stark, lançado em 2009, chega num momento em que a empresa promove uma reestruturação acionária.

A TAC MOTORS

Ela foi fundada por um grupo de fabricantes nacionais de autopeças que atua com conceito produtivo de “alfaiataria” (sob encomenda e com opcionais definidos pelo cliente).”Hoje temos 105 acionistas e queremos promover uma concentração nesse número”, afirma o presidente da TAC, Neimar Braga, sem detalhar metas. A fábrica foi transferida de Santa Catarina para o Ceará em 2013 em razão dos incentivos fiscais oferecidos pelo regime automotivo do Nordeste.

 

Ver Postagem

Inferno astral: prefeito de Petrolina sofre com fatos marcantes e negativos no governo Novo tempo

Resultado de imagem para inferno astral

Resultado de imagem para letra v

ocê já deve ter perguntado ou afirmado para si mesmo se está passando por um Inferno Astral. Mas será que esse conceito existe mesmo? Inferno Astral é uma invenção do século XX. Não há registros desse termo em nenhuma parte da literatura astrológica. Porém, é muito comum ouvir as pessoas afirmarem coloquialmente que estão passando por um Inferno Astral. Por quê? Quando alguém menciona viver um Inferno Astral, geralmente quer dizer que está passando por uma fase ruim. Na astrologia, isso na verdade está relacionado a ciclos planetários que são um tanto quanto infernais. E Petrolina vive isso atualmente.

Quem diria! Aquele que uma grande maioria apostava as fichas, desliza e cai em inferno astral nunca dantes visto  com a família mais badalada politicamente em Petrolina. Os Coelhos. O garoto bonito, que fez em sua campanha promessas infindas, não consegue deslanchar, e sobra em negatividade para a cidade.

Em menos de um mês, noticias bombásticas abalaram Miguel Coelho e sua equipe, e o pior de tudo, e que a última bomba caiu no seu próprio quintal. Alguns da mídia que são subservientes do clã, até tentaram desvirtuar uma matéria verdadeira chamando de Fake News (notícia falsa), mas não deu. Agora, a mídia nacional comenta a lista da Codevasf, onde sua esposa estava contemplada. Inferno astral.

Dias atrás, uma dos assessores foi preso, e isso pegou para a equipe.

Dias atrás, o pai Fernando Bezerra, caiu nas mãos de Moro, o temido juiz, que poderá dar um veredito nada bonito para o senador das águas. Sendo rápida, a defesa pediu para trazer o processo para Pernambuco.

Dias atrás, a lista da Codevasf denunciou que assessores, secretários e amigos do prefeito, foram contemplados em lotes que deveriam ser para agricultores familiares, e que foram repassados para a alta corte da cidade…Os ricos!

A grande massa, o povo petrolinense, para e pensa…Será que votei certo?

 

 

Ver Postagem

Petrolina: a triste desistência de Maria Elena, vereadora se emociona, mas sai do páreo

 

Resultado de imagem para letra amágoa é traumática. “Não por ela! Por que pela sua vontade e de muitos que a admiram, ela seria uma ótima candidata”, disse Dulce Maria dos Anjos, moradora da Areia Branca em Petrolina, em sessão na Câmara dos vereadores, nesse dia 24 de maio de 2018, ao ouvir Maria Elena, desistir da candidatura .

A sessão ordinária na Casa Plínio Amorim, foi marcada em tom de tristeza, por quem sempre lutou em favor de um grupo, e esse grupo, mais uma vez,  enfia na sua barriga, uma faca de dois gumes, que rasga órgão vitais, e chega no  mais importante deles…O coração.

Elena, ao desistir da candidatura, ainda assim, se manteve fiel ao grupo (que ela diz) certo.

Confirmando o que sabíamos e que  nos bastidores da Casa Plínio Amorim, era o assunto da hora, na sessão plenária desta quinta-feira (24), a vereadora da bancada governista, Maria Elena (PRTB), anunciou oficialmente sua desistência à pré-candidatura de deputada estadual nas eleições deste ano.

Discursando por mais de 10 minutos, e tendo a companhia dos seus familiares , Elena disse ter percebido que sua pré-candidatura não era uma das prioridades dentro do seu grupo político, liderado pelo senador Fernando Bezerra (MDB). “Não iria entrar numa aventura”, afirmou, acrescentando que sua decisão foi de comum acordo com seus familiares e suas bases políticas.

Magoada,  Maria Elena deixou transparecer que não está feliz com a decisão. Isso porque,  o senador das águas, a forte algaroba do Sertão, só tem olhos para os seus,  e fará todo esforço, e gastará o que for preciso na pré-candidatura do seu filho mais novo, Antônio Coelho, para assumir uma vaga de deputado estadual. Ela é mais uma  a entender, que nas horas mais necessárias, Fernando Bezerra, nunca deixará que alguém  do seu grupo crie asas, a não ser, os seus. Essa sem duvida, foi uma decisão difícil.

Essa triste desistência de Maria Elena, nos faz pensar: Vale à pena ser tão fiel a um grupo político? A vereadora se emociona, mas sai do páreo. Que pena!

Assista ao vídeo:

 

 

Ver Postagem

Palmas para ele: Gaturiano Cigano e a Lei da castração de animais

Castração é um dos meios previstos para controle de natalidade

 

Resultado de imagem para letra p

 

rotetores e todos aqueles que se preocupam com o bem-estar animal têm motivos para comemorar. O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, sancionou a lei que cria a política de controle de natalidade de cães e gatos. Segundo o texto, publicado na Lei, o controle, em todo o território municipal, será por meio de castração ou “por outro procedimento que garanta eficiência, segurança e bem-estar ao animal”.

A lei é de autoria do vereador Gaturiano Cigano, um dos mais novos vereadores e que tem mostrado maior preocupação com o município, do que certos veteranos, que só se preocupam com discussões banais. Enquanto eles brigam , o jovem vereador vai mostrando trabalho.

O programa de esterilização será realizado depois de um estudo que identificará as localidades com superpopulação de animais. Também será considerada a quantidade de animais a serem esterilizados. Terão prioridade os situados ou pertencentes a comunidades de baixa renda.

Serão realizadas, além disso, campanhas educativas nos meios de comunicação para conscientizar o público sobre a posse responsável de animais domésticos.

“Trata-se de instrumento valioso para o estabelecimento regrado das políticas públicas. A partir dessa lei o município deve dar prioridade aos problemas mais graves. Por outro lago, reforça a necessidade dos serviços e da presença dos médicos veterinários nessa importante atividade dentro da saúde pública”, avaliou o vereador

Gaturiano ainda disse:“Essa diretriz municipal, estabelece um regramento que pode ser aperfeiçoado em cada região, de acordo com as características locais. Essa lei serve como um sinalizador de políticas públicas, tanto no âmbito da sede municipal , bem como na Zona Rural”, ressaltou o Edil.

 

Ver Postagem

Lista da Codevasf: agricultores familiares foram desclassificados antes de fazerem inscrição, diz SINTRAF

Imagem relacionada

Resultado de imagem para letra o

Sindicato dos trabalhadores da agricultura familiar em Petrolina (SINTRAF), em nota oficial, declarou  que  todos os agricultores familiares de Petrolina foram dispensados antes mesmo de fazer inscrição em detrimento dos mais abastados  e que tinham grau de instrução maior.

Segundo a nota,  o SINTRAF pleiteou desde o inicio participar da confecção do Edital, colocando-se à disposição da Codevasf, tendo inclusive marcado reunião com a entidade com esse objetivo – proposta que não foi aceita pela instituição. O Sindicato atribui a precipitação e ausência de representatividade no ato da confecção do certame os motivos que levaram a baixa aprovação de agricultores familiares, uma vez que a pontuação disposta no Edital priorizou pessoas que tivessem maior grau de instrução em detrimento das que possuem maior experiência.

Atualmente, em Petrolina, a maioria dos homens e mulheres do campo não possui ensino superior. Baseado nessa premissa, o Sintraf diz que não é exagero afirmar que estavam desclassificados antes mesmo da inscrição.

Acompanhe a Nota Oficial:

Em relação à lista de pré-selecionados do Edital 35/2017 da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) para Seleção de Ocupação do Projeto Pontal, publicada no dia 18 de maio de 2018, o Sindicato dos Agricultores Familiares e Empreendedores Rurais de Petrolina (SINTRAF) vem esclarecer as seguintes informações:

1 – Para os 299 lotes colocados à venda pela Codevasf, foram chamados à compra 598 inscritos no certame, o dobro da quantidade de lotes, que ocupam área de 2.006,94 hectares, sendo 1.792,80 hectares irrigáveis e 214,14 ht. não irrigáveis;

2- Dos 598 aprovados, aqueles que não comprovarem as informações prestadas no ato da inscrição serão desclassificados. É necessário comprovar tempo de experiência, renda familiar, grau de instrução, dentre outros;

3 – Para ser aprovado, o interessado deveria alcançar 25 pontos. No dia 18 de maio, foram convocadas as maiores pontuações, sendo a nota mínima classificada de 42 pontos;

4 – Está prevista para o dia 25 de junho de 2018 a entrega dos envelopes com proposta financeira de cada licitante;

5 – Até o momento, os aprovados na primeira fase que forem desclassificados na etapa de habilitação não podem ser substituídos pelos aprovados que ficaram de fora da lista de pré-selecionados;

O Sindicato dos Agricultores Familiares de Petrolina vem ainda por meio desta declarar as seguintes afirmações:

6 – Durante reunião ontem (23), com o superintendente da Codevasf, Aurivalter Cordeiro da Silva, que esteve acompanhado do advogado da instituição, Dr. Paulo Vasconcelos, a Presidente do Sintraf, Isália Damacena, e o advogado do sindicato Dr. José Bezerra Netto, informaram que será protocolada uma consulta sobre a possibilidade de convocar demais aprovados não convocados pelo certame. O pedido será feito junto à Superintendência Nacional da Companhia, com cópia para a regional em Petrolina. O SINTRAF pleiteia que as vagas daqueles que forem desclassificados ou que não se apresentem sejam preenchidas com os demais aprovados;

7 – No período de inscrições para a compra de lotes no Projeto Pontal, o Sindicato disponibilizou aos agricultores sindicalizados um profissional para dar consultoria para a inscrição e cadastramento. Naquela ocasião, foram atendidas 200 pessoas com documentação e experiência comprovadas. Desse número, apenas 10% foram chamados. Todos com diploma de Ensino Superior completo, ou seja, agricultores sem nível de instrução de Ensino Superior ou Técnico não foram contemplados;

8 – Desde o início do processo licitatório, o SINTRAF buscou colaborar para a elaboração do edital, procurando situações desconexas de modo a dirimir eventuais dúvidas. Como resultado, quando a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) foi excluída do barema de pontuação, a entidade conseguiu que o documento continuasse aceito como comprovação de renda e de experiência junto à instituição federal;

Declaramos ainda a todos os agricultores familiares de Petrolina e à Imprensa que o SINTRAF pleiteou desde o inicio participar da confecção do Edital, colocando-se à disposição da Codevasf, tendo inclusive marcado reunião com a entidade com esse objetivo – proposta que não foi aceita pela instituição. O Sindicato atribui ao açodamento e ausência de representatividade no ato da confecção do certame os motivos que levaram a baixa aprovação de agricultores familiares, uma vez que a pontuação disposta no Edital priorizou pessoas que tivessem maior grau de instrução em detrimento das que possuem maior experiência.

Atualmente, em Petrolina, a maioria dos homens e mulheres do campo não possui ensino superior. Baseado nessa premissa, não é exagero afirmar que estavam desclassificados antes mesmo da inscrição.

Ver Postagem

Temer tenta desmobilizar greve de caminhoneiros, mas aumentos continuam e greve também

 

 

Resultado de imagem para letra o

governo Michel Temer bate ‘biela’ na tentativa de desmobilizar a greve dos caminhoneiros. Promete zerar a CIDE (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) no preço do diesel, mas não se compromete em frear a política de reajuste nas bombas.

 A ideia do CIDE “zero” representaria uma redução de apenas 6% por litro do combustível diesel, contra aumentos acumulados de até 56% nos últimos dez meses.

A medida eliminaria a CIDE somente do diesel, portanto continuaria a incidir sobre o preço da gasolina.

Em suma, Temer faz jogo com os números para manter a política de aumento da Petrobras atrelado ao dólar e cotação internacional do petróleo. Isto atende aos interesses de acionistas privados, que visam ao lucro, em detrimento do consumidor final.

O senador Roberto Requião (MDB-PR) criticou a desastrosa política de preços da Petrobras. Segundo ele, com o pré-0sal poderíamos ter a gasolina mais barata do mundo. Com a entrega do pré-sal temos uma das mais caras do mundo. “É preciso resgatar (recomprar) a Petrobras”, disse.

Requião ainda ironizou a proposta de “redução” no preço dos combustíveis: “O governo acaba de reduzir 25% no litro de diesel e gasolina. O litro passa a ter 750 ml.”

Ver Postagem

Claudio Farias, a diferença na comunicação do Vale Sanfranciscano

Resultado de imagem para claudio farias petrolina

 

Resultado de imagem para letra a imprensa Livre de Petrolina tem pratas da casa que são insuperáveis. Muita gente tem uma visão muito simples do que é a locução. Acredito que muitas pessoas como eu, que um dia fizeram um curso de locução, imaginavam que, pelo menos, não seria algo tão complexo quanto é. Primeiramente, temos uma noção muitas vezes errada de como é nossa voz e de como falamos; não temos noção de vícios de linguagens comuns, do quanto nosso português pode ser falho, de como articulamos mal as palavras e do quanto nossa respiração pode ser limitada.

Um texto não é só um texto a ser lido em voz alta, é um texto a ser compreendido, vivenciado, traduzindo sua emoção através de nossa voz. Tudo isso na prática é muito complexo e trabalhoso ,um “simples texto” se torna um enorme desafio pra quem quer fazer um bom trabalho de locução a ser levado a sério profissionalmente.
Saber se comunicar é uma arte, é um dom, mas acima de tudo é um aprendizado a ser aperfeiçoado sempre. Sem empenho, por mais talento que você tenha, dificilmente conseguirá um resultado muito bom. Claudio Farias,locutor da Emissora Rural em Petrolina, é uma diferença nas manhãs do Vale do São Francisco. Com muita coragem, ele foi e é um dos que não se dobraram ao poder imposto em Petrolina pela mídia viciada. Merece todo respeito.
“Ser locutor é ter um controle emocional acima da média, é entreter com profissionalismo e passar alegria, envolver o ouvinte naquela atmosfera de empolgação, romance ou simplesmente paz, quando muitas vezes tudo que você queria era ficar quieto  no seu canto” , disse Claudio Farias, Radialista.
Ver Postagem

Drauzio Varella diz que ricos não deveriam usar sistema público de saúde

Resultado de imagem para drauzio varella

Resultado de imagem para letra o

médico Drauzio Varella, de 75 anos, em entrevista à BBC Brasil no Reino Unido sobre o atendimento de saúde do Brasil, disse que os ricos deveriam deixar de usar o Sistema Único de Saúde (SUS).

“Acho que, num país com a desigualdade do Brasil, temos uma parte da população com condições econômicas bastante favoráveis que não deveria usar o SUS. Deveria deixá-lo para quem não tem outra alternativa: ou se trata pelo SUS ou não se trata. Então, não tem sentido de eu estar ocupando o lugar do outro, tenho que me entender com a iniciativa privada”, defendeu o médico.

Quando questionado sobre qual seria a medida que tomaria se fosse ministro da saúde, Varella respondeu que não entendia nada sobre administração, mas tem a consciência de que não existe apenas uma medida, ressaltando que é importante para esta função saber liderar.

“Não precisa ser um médico. Mas tem que ser uma pessoa que ouça os técnicos, que tenha ideias do que fazer para enfrentar esse enorme desafio. E o enfrentamento desse enorme desafio tem que começar lá em baixo. Tem que começar na Unidade Básica de Saúde. Porque aí que você resolve quase todos os problemas”, acrescentou o especialista.

Varella falou ainda sobre a violência no Brasil, em especial no Rio de Janeiro e destacou que ela é especialmente contra os pobres. Ele afirmou também que a sociedade brasileira é aquela que “quer ver bandido na cadeia”, mas destacou que “encarcerar não resolve simplesmente o problema das pessoas”.

Ao encerrar, o médico revelou que em situações complicadas, como de morte, detesta ouvir os pacientes agradecendo a Deus. “Você fica com vontade de dizer: ‘Graças a Deus?! E eu?! Não ajudei nada?!’”, afirmou.

Ver Postagem