Buscopan Composto gotas é retirado do mercado

© Divulgação

A comercialização do analgésico Buscopan Composto gotas foi suspensa pela farmacêutica Boehringer Ingelheim do Brasil.

O medicamento, composto pelas substâncias butilbrometo de escopolamina e dipirona sódica monoidratada, é indicado para tratar sintomas de cólicas menstruais, intestinais, estomacais, urinárias, entre outros.

Em maio, o fabricante informou a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre a suspensão temporária da fabricação do medicamento. Em junho,a farmacêutica começou a recolher o produto.

Em nota, a empresa informa que o remédio foi retirado de mercado “de forma voluntária e preventiva” após “resultado fora de especificação identificado durante estudos de estabilidade, que fazem parte do monitoramento dos produtos farmacêuticos no mercado”.

Não há previsão para a volta da comercialização do produto, que também foi descontinuado na Venezuela, Chile, Argentina, Uruguai e Paraguai.

A Boehringer Ingelheim do Brasil informa que os demais “produtos da família Buscopan, como Buscopan Composto comprimidos e Buscopan gotas continuam disponíveis”.

@lingua

As informações são da revista Veja.

 

Ver Postagem

Lula, Bolsonaro e Alckmin são rejeitados por mais de 50%, diz pesquisa

 

O sentimento de rejeição à política atinge os principais cotados a concorrer à Presidência nas eleições 2018. Segundo levantamento do Paraná Pesquisas, o ex-presidente Lula (PT), o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) são rejeitados por mais de metade do eleitorado.

Os 3 não são exceção. Os outros 4 nomes testados –Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede), Joaquim Barbosa e João Doria (PSDB) também tiveram rejeição superior a 40%. Eis os dados:

A pesquisa foi realizada de 24 a 27 de julho, com 2.020 eleitores de 26 unidades federativas e 156 municípios. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais. Leia a íntegra dos dados.

Candidatos anti-Lula

Uma das possíveis consequências da alta rejeição do ex-presidente e de seu partido no cenário eleitoral é o crescimento dos candidatos adversários que decidam apoiar suas campanhas em forte discurso contra Lula.

Para os eleitores, o possível candidato mais identificado como “anti-Lula” ou “anti-PT” é Jair Bolsonaro. Ele é reconhecido assim por 31,2% das pessoas. O prefeito de São Paulo, João Doria, que há poucas semanas gravou vídeo enaltecendo a condenação de Lula na Lava Jato, é o 2º político mais identificado como oposto ao ex-presidente. Mas vem bem atrás de Bolsonaro, com 14,5%.

A porta-voz da Rede Sustentabilidade e ex-ministra pelo PT, Marina Silva, encarna a figura de “anti-Lula” para 12,3% do eleitorado.

Líder nas pesquisas

Mesmo sendo o nome mais rejeitado na corrida presidencial, Lula lidera os 2 cenários testados pelo Paraná Pesquisas. Com o tucano João Doria concorrendo, o petista recebe 25,8% das intenções de voto. Jair Bolsonaro vem em 2º, com 18,7%, e o prefeito de São Paulo em 3º, com 12,3%.

O tucano Geraldo Alckmin se sai pior do que seu apadrinhado político em São Paulo. No cenário em que o governador paulista concorre, o PSDB perde a 3ª colocação em intenções de voto para o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa.

O juiz aposentado ainda não está filiado a nenhum partido. A Rede Sustentabilidade, de Marina Silva, 5ª colocada em intenções de voto nos 2 cenários, é 1 dos destinos cogitados para Barbosa.

Neste cenário, Lula também lidera, com 26,1%. Mas sem Doria, Jair Bolsonaro cresce. Tem 20,8%, empatado dentro da margem de erro com o ex-presidente petista.

 @lingua
com informações do Poder 360
Ver Postagem

Motofretes não precisam mais de certificado para baús de transporte

 

Não é mais obrigatório o Certificado de Segurança Veicular (CSV) para colocar ou retirar baús para cargas em motocicletas de transporte remunerado, os motofretes. Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), não é mais necessária a inspeção técnica veicular nestes casos.

A Portaria de nº 159/2017 foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), nesta sexta-feira (28), após novas avaliações e estudos da Câmara Temática de Assuntos Veiculares, bem como análise de impacto regulatório e mercadológico.

Entretanto, de acordo com a Lei nº 12.009/09, os motofretes somente podem circular nas vias com autorização emitida pelo órgão ou entidade executiva de trânsito dos estados e do DF e devem atender ao disposto no artigo 139-A do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Também permanece obrigatória a inspeção semestral para verificação dos equipamentos obrigatórios e de segurança regulamentada pelo Detran.

Na nova norma, foram também definidas as alterações permitidas para a customização de motos, autorizando o cidadão realizar alterações nos espelhos retrovisores, guidão, componentes do sistema de suspensão e no assento, desde que atenda às observações da portaria. Neste caso, é exigido apresentação do CSV.

@lingua

Ver Postagem

Janot irá apurar envolvimento de políticos em escândalo das passagens aéreas. Fernando Filho, Bruno Araújo e Raul Jungmann estão na lista

Resultado de imagem para janot

O Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, afirmou ao Superior Tribunal Federal (STF) que irá apurar o suposto envolvimento de 199 políticos no caso do uso indevido das passagens áereas de parlamentares, no escândalo que ficou conhecido como “farra das passagens”. Revelado em 2009 pelo site Congresso em Foco, o escândalo revelou que diversos políticos estariam usando sua cota de passagens de uso parlamentar para viagens de férias, incluindo o transporte de familiares e amigos. Agora, Janot irá invesrtigar o envolvimento de 199 políticos com foro privilegiado neste esquema. Entre os investigados estão ministros, senadores e deputados, entre outros.

Os ministros, Bruno Araujo (das Cidades), Fernando Bezerra  Filho (Minas e Energia) e Raul  Jungmann (Defesa), são alvos de nova investigação no caso das  passagens aéreas. Durante os anos de 2007 e 2009, vários deputados federais  no exercício de mandatos ,  utilizaram indevidamente a cota de passagens aéreas disponibilizada pela Câmara dos Deputados para o exercício da atividade parlamentar, desviando, em favor de terceiros.
As investigações foram iniciadas com a notícia de que parlamentares e servidores da Câmara dos Deputados “negociavam”, com valores mais baixos , as cotas de passagens aéreas custeadas  pela Câmara com empresas de turismo, e  que depois as “revendiam”  para particulares.

Naquela época,  Michel Temer (PMDB) era presidente da Câmara dos deputados. Quando o escândalo foi revelado, em março de 2009, Temer anunciou mudanças no sistema, permitindo o uso da cota parlamentar de passagens apenas pelos políticos e seus assessores, além de restrições para viagens internacionais.

Além dos 199 políticos investigados que possuem foro privilegiado e serão investigados pela Procuradoria-Geral da República, outros 13 ex-parlamentares sem foro serão investigados. No caso destes, os processos ficarão a cargo da Justiça Federal em Brasília.

Na época da revelação do escândalo, um inquérito foi aberto, no entanto,  o processo foi arquivado em 2016. No início deste ano, a lista com o nome dos parlamentares e ex-parlamentares envolvidos foi enviada à Janot por Luiz Fux, relator do inquérito no STF.

A Procuradoria da República no Distrito Federal instaurou novo Inquérito Civil para a apuração do fato sob a ótica  da improbidade administrativa, no qual foram requisitadas às principais empresas aéreas em atuação no mercado nacional  TAM e GOL – relação de passagens emitidas por ordem de  deputados federais e custeadas pela Câmara dos Deputados, tendo como beneficiários (passageiros) pessoas diversas de diversos lugares no País.

A  conduta  é delituosa e alarmante, por que , além da “venda” da cota de passagens por alguns gabinetes, diversos outros parlamentares simplesmente desviaram os recursos destinados à aquisição de passagens em favor de  terceiros, requisitando a emissão de bilhetes para o transporte  de pessoas que não tinham relação com o serviço público federal.

Veja aqui a documentação

Por Cauby Fernandes

@lingua

 

Ver Postagem

Provas do concurso da PM e Corpo de Bombeiros na Bahia serão realizadas no dia 6 de agosto

Serão realizadas no dia 6 de agosto as provas objetiva e discursiva do concurso público para ingresso na Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros Militar da Bahia. A informação consta no edital de convocação para a primeira e segunda etapas do certame, publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (28). As provas serão realizadas em Salvador e em mais 12 municípios do Interior, de acordo com o cargo para qual o candidato se inscreveu. O cartão de convocação do candidato, com informações sobre os locais de prova, será disponibilizado no site do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), responsável pela organização do certame, a partir das 15h desta sexta-feira. Mais informações também podem ser obtidas pelo Portal do Servidor.

As provas serão aplicadas no turno matutino, a partir das 9h15, com abertura dos portões às 8h e fechamento às 9h. É recomendável aos candidatos comparecer ao local de provas com pelo menos uma hora de antecedência. As provas terão duração de 4h30 e é imprescindível que o candidato esteja portando o comprovante de inscrição, documento de identidade original em bom estado de conservação, além de caneta esferográfica (azul ou preta), de material transparente, lápis preto e borracha.

Os candidatos deverão responder a 80 questões, distribuídas entre conhecimentos gerais (30) e conhecimentos específicos (50), além de uma questão discursiva. É vetado o uso de equipamentos eletrônicos de comunicação, como celulares, notebooks e palmtops, entre outros. Pertences pessoais, como óculos escuros, bolsas, sacolas, bonés e similares serão acomodados em local indicados pelos fiscais. Ao candidato somente será permitido sair da sala após uma hora de prova. O caderno de questões somente poderá ser levado depois que sejam transcorridas quatro horas e trinta minutos de avaliação.

De acordo com o edital de abertura de inscrições, os candidatos que concorrem a uma das 2 mil vagas para a Polícia Militar realizarão provas em Salvador, Juazeiro, Feira de Santana, Ilhéus, Vitória da Conquista, Barreiras e Itaberaba. Já aqueles que se inscreveram com interesse em uma das 750 vagas para o Corpo de Bombeiros Militar realizarão provas em Salvador, Feira de Santana, Itabuna, Ilhéus, Porto Seguro, Vitória da Conquista, Jequié, Juazeiro, Itaberaba, Paulo Afonso, Santo Antônio de Jesus, Barreiras e Teixeira de Freitas.

Ao todo, foram realizadas 141.878 inscrições no certame, sendo 18.066 para o Corpo de Bombeiros e 123.812 para a Polícia Militar. Este é o maior concurso já realizado pelo Estado na área de segurança, sendo o primeiro para o Corpo de Bombeiros após reformulação no comando e dissociação da Polícia Militar. Elaborado conjuntamente pela Secretaria da Administração do Estado (Saeb) e pelos Comandos Gerais, seu edital foi publicado dia 10 de maio e terá validade de um ano, prorrogável por igual período.

@lingua

Ver Postagem

Anvisa recebe denúncias de uso de furadeira doméstica em cirurgias

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou, na quinta-feira (27), uma nota técnica alertando sobre o risco de utilizar furadeiras domésticas em procedimentos cirúrgicos.

O órgão recebeu denúncias do uso inadequado desse tipo de ferramenta e acionou a vigilância sanitária local para checar e autuar hospitais que cometem o erro.

De acordo com a agência, furadeiras específicas para uso em cirurgias possuem mecanismos de segurança para prevenir choque elétrico, superaquecimento dos ossos e tecidos e controle de rotação, entre outros. Já as ferramentas domésticas não podem ser esterilizadas e apresentam risco de provocar necrose em tecidos devido a superaquecimento. O aparelho é usado, especialmente, em cirurgias ortopédicas.

A Anvisa não divulgou que hospitais foram denunciados pela prática, nem o número de ocorrências deste tipo.

@lingua

Ver Postagem

ANP: preço da gasolina sobe mais de 8% após alta de impostos

© Marcelo Camargo/Agência Brasil

Apesar do aumento do preço do litro da gasolina nas refinarias ter ficado em 3,91%, o valor disparou nas bombas, registrando um crescimento de 8,22% na primeira semana após elevação dos impostos sobre os combustíveis, segundo levantamento semanal da Agência Nacional de Petróleo (ANP). Os preços subiram, em média, R$ 0,285.

Contudo, ao anunciar o aumento do PIS e Cofins para os combustíveis, o governo esperava que a alta dos preços para o consumidor fosse ainda maior. Estimava-se que o litro ficaria R$ 0,41 mais caro. Como pontua o “G1”, este foi o primeiro aumento no preço médio após 10 semanas seguidas de queda.

O preço médio do diesel também foi afetado e terminou a semana em alta de 4,69% para o consumidor. A Petrobras elevou os preços nas refinarias em 3,43% esta semana.

Já o Etanol foi o principal vilão, sendo o combustível que teve a maior alta na primeira semana após elevação dos impostos. Para o consumidor final, o aumento foi do preço foi de 8,86% em média. Foi o único combustível com alta superior à estimativa do governo, subindo R$ 0,211. A previsão era de R$ 0,20.

Nesta sexta-feira (28), o governo decretou que fosse revertido parte do aumento na alíquota de PIS/Cofins do etanol, o que reduzirá o aumento do imposto por litro em R$ 0,08.

@lingua

 

Ver Postagem