Miguel Coelho e Sindsemp não chegam a acordo…Se chove, não molha

 

 

Em mais uma reunião frustrada do Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina – SINDSEMP com representantes do Executivo, nenhuma proposta de reajuste salarial foi elaborada. Na discussão dessa quarta-feira, (26), apenas justificativas foram apresentadas. O impasse continua.

Para o presidente do SINDSEMP, Walber Lins,  não existe uma vontade de Miguel  Coelho e equipe  em querer resolver essa  situação. “O Executivo não trouxe nenhuma proposta, pelo contrário, trouxe justificativa de que não haveria viabilidade econômica no momento, então se não havia essa viabilidade, ela já foi estudada a mais tempo e teria como trazer essa possibilidade no período da negociação, bem anteriormente, o que não aconteceu. Se no primeiro semestre, que é o maior pico de arrecadação de receita no município, não existe viabilidade de negociação, imagine no segundo semestre, que teria uma frustração de receita, e não teria realmente como abraçar esse reajuste do servidor?”, disse o presidente.

A Secretária de Gestão Administrativa, Luiza Leão, que compareceu à reunião acompanhada da Diretora Financeira, Larisse da Silva e da Diretora de Atenção Básica, Maria Grasilda, alega que a dificuldade da negociação é referente impacto na folha.

Diante do resultado da reunião, a diretoria do sindicato convoca todos os servidores de categorias de leis específicas, para uma Assembleia no dia 05 de maio, ás 8 h no auditório do Hotel Grande Rio, para que o assunto seja deliberado e possa verificar a situação, que ora é de suspensão do movimento grevista, e assim definir os próximos passos a serem dados.

@lingua

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.