Petrolina tem uma Câmara de vereadores fragmentada

Resultado de imagem para Camara petrolina

As eleições municipais de 2016, deixaram um rastro apontando na direção da Fragmentação da Câmara de Vereadores de Petrolina. E de fato,esse  derretimento vem acontecendo todos os dias. Em um curto espaço de tempo, tornou-se  corriqueiro ver Orlando Tolentino, assessor especial do prefeito (?), fazendo o papel de articulador nos corredores da Câmara de Petrolina.

Pensávamos que o secretário de governo,Giovanni Costa,  era aquele que faria essas intermediações, mas Miguel Coelho, assessorado pelos seus,  colocaram em Tolentino, a confiança(?) de arregimentar e fragilizar a oposição. Conversas ao pé do ouvido, abraços e risos largos,  tornaram-se  a marca do Assessor especial, que faz questão de mostrar trabalho para o novo chefe.

A casa Plínio Amorim, tem surpreendido  com o numero de pessoas que vem assistir as sessões ordinárias, o plenário já não se encontra vazio. Por conta disso,  os discursos para a platéia, tem sido uma constante na tribuna. Os mais exaltados fazem daquele lugar , uma espécie  de “barricada”,de onde se pode atirar, e não ser atingido, ledo engano.

Daí, os soldados do governo Miguel Coelho,  agem de forma sagaz, alimentando egos, dando munição para quem está somente com as armas, fazendo discórdias se tornarem brigas contundentes. O líder de oposição não se manifesta como tem que ser oposição ( saudade de Alvorlande Cruz e suas engenharias), os vereadores do bloco “B” se calam e deixam que transcorra tudo na maior algazarra. Até os vereadores  evangélicos se calam em meio a tanta guerra. Alex de Jesus (igreja Universal), se tornou um garoto de recado, que apenas fala quando deixam, outro dia,  vimos Ronaldo Cancão com aquela cara de mau, mandando ele voltar pra cadeira pra votação acontecer. E ele, submisso voltou serelepe da vida. Enfim, existe uma fragmentação absurda, onde ninguém sabe de fato seu papel .( falo dos oposicionistas)

Os vereadores do PT , ainda sobrevivem graças a autenticidade que assumiram, mesmo com  o comando de um partido destroçado nacionalmente.

Enquanto isso, aproveitando a fragmentação na Câmara de Petrolina, Miguel vai empurrando seu projeto de, segundo ele, refazer a cidade e trazê-la de volta ao eixo (?).

As eleições municipais de 2016, deixaram um rastro apontando na direção da Fragmentação da Câmara de Vereadores de Petrolina. E de fato,esse  derretimento vem acontecendo todos os dias.

Por Cauby Fernandes

 

 

Ver Postagem