O pacto da mediocridade na Câmara de Petrolina

Resultado de imagem para pacto da mediocridadeVocê não fala mal de mim, e eu não falo mal  de você!

Quem vai à Casa Plinio Amorim, no minimo sai de lá constrangido , ou com vontade de vomitar. O que mais se vê e se ouve na Casa do povo, é a mediocridade e a falsidade velada dos Edis ao se dirigirem aos seus colegas de trabalho. Estando na tribuna da Casa, os vereadores usam os mais velhos bordões, que  foram utilizados  por vereadores antigos. ” Eu entendo vossa excelencia”…Entende o que? Outro tipo de  bordão usado é : “Eu sou cumpridor da Constituição”… Verdade? E por fim, o mais usado…Eu respeito vossa excelência…Respeita?

A bajulação com fins interesseiros, no minimo deixa a plateia atônita com tanta destilação de inverdades propaladas pelos Edis. O xingamento com palavras bonitas, fazem da casa um palco de atrocidades com a língua portuguesa, sem contar que o medo de falar mal do Executivo municipal, que vem destruindo programas que funcionavam muito bem obrigado na cidade de Petrolina.

Funciona assim: Nos corredores, os vereadores trocam pouquíssimas palavras, e quando vão para o plenário da Casa, os “nobres colegas”, tem um pacto, para que um, não fale mal do outro. Semanas atrás esse pacto foi quebrado, e quase  que vereadores chegaram as vias de fato. Então, a ordem é: Você não fala mal de mim, e eu não falo mal  de você!

Por Cauby Fernandes

@lingua

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.