.

1
Passado 6 meses do assasinato, caso do presidente do PR em Petrolina continua pendente
2
Sem apresentar novos resultados, Embrapa de Petrolina para no tempo
3
Marqueteiros de Trump se negam a atuar na campanha de Bolsonaro: “Imagem ruim”
4
UFPE em busca de pessoas com lesão na medula para pesquisa
5
Para evitar polêmica, posse de Cristiane Brasil será à portas fechadas
6
Embrapa enfrenta sua maior crise em 45 anos.”A crise é brutal”
7
Advogados vão ao STF para barrar posse de Cristiane Brasil
8
Principais pontos da Reforma da Previdência serão discutidos em congresso de agricultores em Petrolina, PE
9
A metamorfose das lideranças comunitárias: por que elas mudam de lado?
10
Apoiado por Luciano Huck, Movimento Agora! busca ‘renovar a política’
11
Posse de Cristiane Brasil é ameaçada por nova liminar
12
Orlando Tolentino visita cidades e segue em ritmo de campanha eleitoral
13
Cadê os fiscais do Povo?Vereadores se calam sobre processo seletivo em Petrolina
14
Rede busca voluntários para a pré-candidatura de Marina Silva ao Planalto
15
STJ derruba liminar e abre caminho para posse de Cristiane Brasil
16
E agora?Cursos técnicos deixam a desejar em Petrolina

Passado 6 meses do assasinato, caso do presidente do PR em Petrolina continua pendente

Resultado de imagem para presidente do Pr morto em petrolina

Na manhã do sábado, 12 de agosto de 2017, o  presidente do Partido da República em Petrolina, Klebyo Luciano Bezerra Vieira, de 38 anos, foi assassinado com dois tiros quando estava conduzindo seu veículo na PE-647, próximo ao aeroporto de Petrolina.

Na época muitas autoridades politicas se predispuseram  em pedir respostas para um crime que mexeu como a comunidade politica do Estado. Todos pensavam que seria de fácil resolução e elucidação do caso. No entanto, passado quase seis meses do acontecido, até o momento nenhuma resposta foi dada à sociedade , e o caso permanece sem esclarecimentos.

 Segundo informações do 5° BPM de Petrolina, Klebyo estava com a filha de três anos no carro a caminho do aeroporto Senador Nilo Coelho para buscar a esposa quando foi morto. Os autores não foram identificados. Segundo a policia, as investigações do crime continuam em andamento .
É esperar.

Sem apresentar novos resultados, Embrapa de Petrolina para no tempo

Resultado de imagem para obsoleto

A Embrapa,  empresa que paga altos salários a seus pesquisadores em Petrolina, em média R$ 25 a 30 mil além dos operários rurais que ganham em média R$ 6 mil, parou no tempo. Muitos dos seus pesquisadores, que hoje são doutores ou tem diversos diplomas, já não enxergam na empresa a melhor fonte de renda e a colocam como plano ‘B” quando o assunto é rentabilidade. Por conta disso, esses pesquisadores,  usam os conhecimentos adquiridos através da Empresa e se jogam no setor privado , que hoje  se tornou seu principal pagador e principal fonte de renda.

No setor privado, um Engenheiro Agronômico , pode ter maior rentabilidade , e ganhar muito mais do que estando  preso à s regras de uma empresa que não avançou nos últimos vinte anos. Uma perda considerável, já que o pesquisador não sente a mesma gana por alcançar resultados melhores para a agricultura , no caso os pequenos produtores. São muitos os queixumes advindo dos pequenos, aqueles que sempre confiaram que a empresa era o melhor aporte para garantir melhorias nas suas produções.

Sem apresentar novos resultados em suas pesquisas, a Embrapa, vai a cada dia ficando para trás em Petrolina  e não existe  nenhuma estratégia própria.  Segundo Zander Navarro, pesquisador que foi demitido por relatar erros  na Embrapa, a  estatal atua “quase que exclusivamente para os ricos segmentos do empresariado rural” e “permanece adormecida em berço esplêndido, embalada pelos sonhos do passado”.

Em Petrolina , isso é uma  realidade!  É preciso rever conceitos, deixar para trás velhas manias  e se modernizar urgentemente! A fragmentação das pesquisas, a falta de foco e de estratégia na Embrapa, estão fazendo a empresa definhar em Petrolina. Com a palavra, os responsáveis.

Marqueteiros de Trump se negam a atuar na campanha de Bolsonaro: “Imagem ruim”

Resultado de imagem para bolsonaro imagem ruim

A equipe do deputado federal e pré-candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, obteve resposta negativa ao sondar a empresa responsável pela campanha vencedora do republicano Donald Trump nos EUA. A informação foi publicada neste domingo (21) pelo jornal O Estado de São Paulo.

De acordo com o periódico, “emissários” de Jair Bolsonaro entraram em contato com a agência Cambridge Analytica para aventar a possibilidade de a empresa atuar na campanha do deputado no Brasil. Os marqueteiros pediram prazo para analisarem o comportamento de Bolsonaro nas redes sociais e, passados três meses, decidiram rejeitar o convite sob a alegação de que o candidato tem uma “imagem ruim”.

O deputado negou ao Estadão que tenha procurado os marqueteiros de Trump, mas deixou aberta a possibilidade de que outras pessoas que o assessoram tenham feito isso. “Se alguém procurou esta agência, foi sem minha autorização. Não tenho dinheiro para contratar uma empresa dessas”, comentou.

A Cambridge Analytica foi um dos principais trunfos do candidato republicano na surpreendente campanha presidencial dos Estados Unidos em 2016. Os profissionais da agência atuam por meio das redes sociais, direcionando conteúdos elaborados sob medida para públicos específicos, com base na análise comportamental dos usuários. Para isso, a empresa se vale de um grande banco de dados.

A empresa já opera no Brasil e, conforme noticiou o jornal Folha de S. Paulo em dezembro, ao menos dois pré-candidatos a governos estaduais (cujos nomes não foram revelados) já contrataram os serviços da agência.

Recém-filiado ao PSL, Jair Bolsonaro tem figurado nas principais pesquisas eleitorais como o segundo candidato favorito dos eleitores para presidir o País, atrás apenas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O petista, no entanto, corre o risco de não poder participar das eleições deste ano por conta do julgamento agendado para a quarta-feira (24) no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

UFPE em busca de pessoas com lesão na medula para pesquisa

Resultado de imagem para lesão na médula

A Universidade Federal de Pernambuco está em busca de pessoas que sofreram lesão medular para participar de um projeto de pesquisa com tratamento inovador, que propõe estimulação cerebral não invasiva e reabilitação da marcha com suporte de peso corporal. A iniciativa faz parte de pesquisa desenvolvida pela mestranda em Fisioterapia Fernanda Nogueira, sob a orientação da professora Kátia Karina do Monte Silva. O recrutamento de voluntários vai até o final deste ano.

Os pré-requisitos para participação na pesquisa são: homens e mulheres, de 18 a 55 anos, lesão incompleta e lesão com mais de oito meses. Os interessados devem contatar o Laboratório de Neurociência Aplicada (Lana), que fica no Departamento de Fisioterapia da UFPE, Campus Recife, para marcar a triagem. A marcação pode ser feita pelo e-mail lana.ufpe@gmail.com ou pelo telefone (81) 2126.7579 – atendimento de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 17h (falar com Fernanda Nogueira ou Hamably Lima).

 

Para evitar polêmica, posse de Cristiane Brasil será à portas fechadas

Para evitar polêmica, posse de Cristiane Brasil será a portas fechadas

Se não for impedida pelo STF (Supremo Tribunal Federal), a deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) deve tomar posse nesta segunda-feira (22) para o comando do Ministério do Trabalho em uma cerimônia a portas fechadas.

O evento programado pela Presidência da República deve ter poucos convidados, cerca de 50, e sem acesso da imprensa, na sala de audiências do Palácio do Planalto. A transmissão será feita apenas pela emissora de televisão do governo federal.

A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, examina pedido de suspensão da posse da deputada federal, mas não há previsão ainda de decisão.

A posse foi marcada às pressas para a manhã desta segunda-feira exatamente para evitar uma nova suspensão. A deputada e o governo decidiram realizar uma cerimônia discreta para evitar polêmicas e manifestações contra a futura ministra.

Faz duas semanas que a parlamentar tenta assumir o cargo, mas tem sido impedida pelo Poder Judiciário. O argumento é de que ela foi condenada por desrespeitar direitos trabalhistas, tema da pasta que assumiria.

No sábado (20), após derrotas em primeira e segunda instâncias, o vice-presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Humberto Martins, suspendeu a liminar que impedia a posse da deputada.

O Palácio do Planalto só recorreu após a saída da presidente do STJ, Laurita Vaz, do plantão do judiciário. O governo recebeu o aceno de que ela manteria o impedimento da cerimônia.

A parlamentar é filha do presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, que denunciou o esquema do mensalão à Folha de S.Paulo, em 2005.

A nomeação é uma espécie de reconhecimento de Temer a Jefferson por ele ter articulado o fechamento de questão do partido a favor da reforma previdenciária.

 

 

 

 

Com informações da Folhapress.

Embrapa enfrenta sua maior crise em 45 anos.”A crise é brutal”

Embrapa enfrenta sua maior crise em 45 anos

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) enfrenta uma crise política, orçamentária e científica sem precedentes em seus quase 45 anos de história, a serem completados em abril. Maior instituição pública de pesquisa do País e responsável pela tropicalização de culturas como a soja, a Embrapa tem seu orçamento de R$ 3,5 bilhões ameaçado por um corte estimado em mais de 20% em 2018.

Cerca de 85% do orçamento é consumido com pagamento de salários e benefícios dos 9,6 mil funcionários. As despesas com pesquisa (R$ 66,8 milhões) representaram 2% dos gastos da estatal em 2017.

O valor é o menor desde 2010 e está 31% abaixo dos R$ 96,9 milhões investidos na área em 2016. Os contingenciamentos promovidos pelo governo federal, segundo a Embrapa, explicam a queda.

Recentemente, a estatal passou a ser criticada internamente por pesquisadores e até pelo ministro da Agricultura, Blairo Maggi. Ele costuma dizer que a Embrapa “vive dos louros do passado”. A crise interna se tornou pública, no início do mês, no artigo “Por favor, Embrapa: acorde!”, do sociólogo rural Zander Navarro. O texto, publicado no Estado, em 5 de janeiro, provocou a demissão de Navarro, pesquisador da Embrapa.

A saída para a crise também é polêmica e passa por uma reestruturação completa na empresa. Estão previstas desde medidas simples, como a redução de linhas de ônibus destinadas ao transporte de funcionários em sua sede, em Brasília, às mais radicais, como o fim de unidades, redução de centros de pesquisas e um Programa de Desligamento Incentivado (PDI) para reduzir em até 20% gastos com pessoal.

Com o PDI, a Embrapa pretende reduzir a folha de pagamento, mas manter o número de funcionários. A ideia é trocar empregados com altos salários que aderirem ao programa por funcionários contratados por concursos futuros e vencimentos mais baixos.

Algumas mudanças estruturais já começaram. As 15 unidades centrais foram transformadas em cinco secretarias. Os 46 centros de pesquisas espalhados pelo Brasil foram reduzidos para 42. A unidade de algodão, em Campina Grande (PB), está entre as que devem ser fechadas.

Paralelamente, um projeto de lei para a criação da EmbrapaTec está na Câmara dos Deputados desde 2015. A proposta prevê a criação de uma subsidiária privada da Embrapa para operar no mercado de inovação, facilitar parcerias em pesquisas e até sociedades com outras empresas. O projeto enfrentou resistência no Legislativo e só começou a tramitação em comissões no final do ano passado.

No cargo desde 2012, Maurício Antônio Lopes, o mais longevo presidente da Embrapa, defende as mudanças idealizadas no seu mandato. Ele garante que “a grande maioria dos pesquisadores foi consultada”, em comunidades virtuais da companhia e em videoconferências. “É uma falácia dizer que Embrapa não é aberta ao diálogo”, disse ele, rebatendo as críticas a sua gestão. “São críticas da era da transparência radical e das mídias sociais. É ótima essa transparência, desde que não coloque a instituição no caos.”

Para ele, o comprometimento acima de 80% do orçamento com a folha de pagamento não pode ser tratado como um custo. “Não podemos cair no discurso de que salário em instituição de ciência é custo. O principal pilar da (Embrapa) é o cérebro do pesquisador e temos de desmistificar isso”.

O Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Instituições de Pesquisa Agropecuária e Florestal (Sinpaf) rebate Lopes. Edson Somensi, vice-presidente da entidade, diz que não há debate com os servidores da estatal.

O clima é de medo com possíveis represálias. Sem se identificar, muitos deles comparam a Embrapa a universidades públicas. “A Embrapa não demanda pesquisadores; os pesquisadores têm suas próprias demandas. Isso é para a universidade e não pode ocorrer em uma empresa que precisa dar resultados”, disse um dos pesquisadores, que participou da fundação da Embrapa. “A crise é brutal.”

A diretoria prega que a reforma na estatal desenhará a Embrapa do futuro, com o foco em inovação e pesquisas em áreas nas quais grandes companhias não atuam. “Não faz sentido que Embrapa cumpra o papel do setor privado cumpre muito bem”, diz o presidente.

 

 

 

 

Com informações do Estadão Conteúdo.

Advogados vão ao STF para barrar posse de Cristiane Brasil

Nomeação da deputada Cristiane Brasil para ministra do Trabalho foi publicada no Diário Oficial da União

A posse da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) no Ministério de Trabalho, prevista para esta segunda-feira(22) às 9h no palácio do Planalto, poderá ser impedida. Isso porque um grupo de advogados ingressou no Supremo Tribunal Federal (STF) com um recurso que vai contra a decisão do vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, que permitiu a nomeação da filha de Roberto Jefferson ao cargo.

Essa não é a primeira vez que o grupo tenta suspender a posse de Cristiane Brasil na Justiça Federal, com o argumento de que a nomeação contraria o princípio da moralidade determinado pela Constituição, em razão das condenações que ela sofreu na Justiça Trabalhista .

Para os advogados, a nomeação não poderia ter sido autorizada por apontar “imoralidade”, e os argumentos utilizados pelo ministro do STJ para autorizar a posse foram questionados.

“Em momento algum os autores pregaram que uma condenação trabalhista, por si só, seja causa direta de impedimento indiscriminado para o exercício de cargos públicos em geral. O que se sustenta, na verdade, é que a avaliação do critério moral não é estática. […] Efetivamente, choca a sociedade ter uma ministra do Trabalho com condenações trabalhistas, assim como chocaria um presidente de Departamento de Trânsito que acumula infrações ou um presidente de Banco estatal com restrições no Serasa”, diz o grupo no recurso.

Definido por sorteio, o ministro Gilmar Mendes será o relator do caso. Porém, o recurso poderá ser analisado pela presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, que está de plantão na Corte no período do recesso Judiciário.

O apoderamento do cargo por parte da deputada  estava suspenso desde o dia 8, quando juiz fluminense concedeu liminar após um grupo de advogados trabalhistas ter contestado a nomeação da deputada uma vez que ela possui  condenação na Justiça do Trabalho contra si.

O ministro Humberto Martins considerou em sua decisão que não há norma que proíba a nomeação de alguém baseada em uma condenação trabalhista. “Ocorre que em nosso ordenamento jurídico inexiste norma que vede a nomeação de qualquer cidadão para exercer o cargo de ministro do Trabalho em razão de ter sofrido condenação trabalhista”, escreveu.

A Advocacia-Geral da União (AGU) alegava em seu recurso que a decisão do Juízo de Niterói configura “grave lesão à ordem pública administrativa” e classificou o processo trabalhista contra Cristiane como “simples condenação decorrente de prática de ato inerente à vida privada civil”.

Antes de ir ao STJ, a AGU chegou a anunciar que apresentaria recurso no Supremo Tribunal Federal (STF), mas o governo avaliou que teria menos chances de reverter o veto à nomeação junto à presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, que está sozinho no plantão durante o recesso do Judiciário.

A insistência do governo federal na nomeação de Cristiane Brasil é justificada pelo fato de o presidente Michel Temer querer evitar desgaste com o pai da deputada e presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson. O Planalto precisa de apoio para aprovar a reforma da Previdência na Câmara e conta com a bancada do partido para tanto.

Cristiane Brasil foi escolhida para assumir a pasta do Trabalho após o pedido de demissão de Ronaldo Nogueira ainda no ano passado. Apesar de ser filha do maior líder do PTB, a parlamentar não foi a primeira escolha do partido para repor a saída de Nogueira. O deputado Pedro Fernandes (MA) chegou a confirmar que foi convidado e que aceitou assumir o cargo, mas depois voltou atrás alegando conflitos com o ex-presidente José Sarney (MDB) – que negou ter vetado a nomeação de Fernandes.

 

Principais pontos da Reforma da Previdência serão discutidos em congresso de agricultores em Petrolina, PE

A polêmica Reforma da Previdência, que vai ser discutida pela Câmara dos Deputados no dia 19 de fevereiro, será explicada e debatida em uma palestra na próxima sexta-feira (26), em Petrolina (PE). O evento faz parte da programação do 1º Congresso Municipal dos Agricultores Familiares, promovido pelo sindicato da categoria (Sintraf), e deve esclarecer os principais pontos da reforma, sob a ótica do homem do campo.

De acordo com a equipe organizadora do congresso, a palestra vai ser ministrada por um especialista ligado ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Durante o encontro, serão abordadas questões como fator previdenciário, aposentadoria rural, pensão por morte, obrigatoriedade na contribuição, dentre outros.

O congresso começa a partir das 8h de sexta-feira (26), no auditório do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), que fica na Rua Projetada, nº 650, no bairro Maria Auxiliadora. Além da Previdência, o evento trará especialistas para discutir temas como agricultura de baixa emissão de carbono e políticas públicas voltadas à agricultura familiar.

As inscrições serão feitas no dia do congresso, por isso o Sintraf orienta os interessados a chegarem uma hora antes. O encontro é gratuito, voltado a agricultores e população em geral.

Destaques

1º Congresso Municipal dos Agricultores Familiares (CoMAF)

Sexta-feira (26), das 8h às 16h

Auditório do Senac, R. Projetada, 650 – Maria Auxiliadora

Mais informações pelo telefone: (87) 3862 1664 ou email: sintrafpetrolina@hotmail.com

A metamorfose das lideranças comunitárias: por que elas mudam de lado?

Resultado de imagem para lado A lado B

Se existem pessoas a quem devemos respeitar politicamente, são as lideranças comunitárias. Elas são os porta- vozes das comunidades, e as vezes conseguem enxergar o que poucos enxergam, e isso é uma verdade. Elas se deslocam em suas linhas, buscando, vendo problemas  e são peças fundamentais para qualquer governo.

No entanto, essas mesmas lideranças,muitas delas  são volúveis, e são como a onda do mar,  que é impelida pela força força do vento. Enquanto muitas delas tem firmeza de convicção e lutam pela comunidade, outras no entanto, esperam para ver quem vai ajudá-las em suas próprias necessidades. São aquelas que usam apenas o nome de liderança, mas trabalham em prol de uma única pessoa: ela mesma. Daí, desse ponto, surge uma pergunta:Por que elas mudam de lado?

Levando em conta que muitas delas estão preocupadas com suas necessidades, fica fácil de responder a pergunta: elas mudam de lado  e de suas convicções, por dinheiro, por favores. E essas benesses,  são oferecidas por quem está no poder, por quem quer ser defendido dentro das comunidades.

Vereadores, prefeitos e políticos em geral, bobos  que não são, enxergam nas lideranças comunitárias uma ponte para chegar em quem de fato interessa…A opinião pública do povo nos bairros.

Parece pouco, mas é essencial ter essas pessoas como soldados. Só que pelo fato de serem muitos, eles são recrutados por baixo custo, e é justamente aí que a coisa desanda. Por conta disso, são desvalorizados, tidos como povinho  que necessitam com urgência de ajuda e isso degrada a força dos verdadeiros representantes das comunidades. As vezes cometem gafes  em rádios e blogs, trazendo noticias bobas, defendo prefeitos e vereadores que todos sabem que estão nada fazendo. Falam por falar. Se tornam motivos de risos, de chacotas, enfim, perdem o brilho da representatividade.

Se existem  pessoas a quem devemos respeitar politicamente, são as lideranças comunitárias. Elas são os porta- vozes das comunidades, e as vezes conseguem enxergar o que poucos enxergam, e isso é uma verdade. Elas se deslocam em suas linhas, buscando, vendo problemas  e são peças fundamentais para qualquer governo.Vereadores, prefeitos e políticos em geral, bobos  que não são, enxergam nas lideranças comunitárias uma ponte para chegar em quem de fato interessa…A opinião pública do povo nos bairros.

Apoiado por Luciano Huck, Movimento Agora! busca ‘renovar a política’

O Brasil vem passando por uma forte onda de polarização. Em meio à disputa sobre qual é o melhor lado, surgem movimentos que tentam quebrar essa barreira. O Movimento Agora! é um deles.

No momento, o grupo tem cerca de 90 membros, entre eles, empresários, formadores de opinião e líderes comunitários. Qual o objetivo do grupo? Segundo eles, “renovar a política”.

Entre os membros do Agora! está o apresentador de TV Luciano Huck. Durante uma participação no programa do Faustão, Huck declarou ter muito orgulho da iniciativa e disse que “quanto mais plural for [o movimento], melhor”. A declaração levou o site do Agora! a ter 1 volume 15 vezes maior de visitas, 1 ganho de 2.700 seguidores no Facebook e mais de 1.300 novos pedidos de inscrição.

Fundado em 2017, o Agora! se intitula como 1 movimento “independente e sem vinculação partidária”. Segundo Humberto Laudares, especialista em políticas públicas e cofundador do grupo, a ideia do Agora! é fazer 1 “amplo processo de escuta da população” para entender “o que o brasileiro quer do Brasil”.

De acordo com Laudares, são realizadas diversas reuniões com os integrantes do grupo para propor soluções aos problemas do país. Muitos deles serão candidatos nas eleições em 2018, é o caso do professor e pesquisador Leandro Grass, que pretende ser candidato a deputado distrital pela Rede (partido fundado pela pré-candidata à Presidência da República Marina Silva).

Leandro Grass explicou durante a entrevista que todos os membros do Agora! candidatos a cargos eletivos estão comprometidos, se eleitos, a ter mandatos transparentes e a lutar pelos valores do grupo. “As pessoas estão desacreditadas da política tradicional”, falou.

“A gente não está trazendo algo absolutamente distante ou diferente do que deveria já ser a política. O que a gente quer é revitalizar a política. Renovar é tornar algo novo de novo”, disse Grass.

Reunião do Movimento Agora!Divulgação/Movimento Agora!

A taxa de renovação no Congresso brasileiro fica em torno de 35% a 40% a cada fim de mandato, mas a maioria dos eleitos seguem o mesmo perfil. A idade média dos deputados eleitos em 2014 foi de 50 anos e 40% deles estão sob investigações. Para Laudares, o processo de renovação da política é bastante difícil, mas o grupo não pretende desistir.

“O que a gente tá vendo aqui é uma luta de Davi e Golias. Os parlamentares, não só têm acesso privilegiado ao partidos políticos, como têm máquinas eleitorais estruturadas em cada Estado, eles têm R$ 900 milhões de fundo partidário e agora mais de R$ 1 bilhão de fundo eleitoral. O que a gente está tentando aqui é fazer 1 trabalho, digamos, hercúleo, de uma renovação qualificada.”

“É uma competição desfavorável para as pessoas que buscam uma renovação política, mas isso não significa que a gente vai desistir por conta desses entraves eleitorais”, concluiu.

Segundo o cofundador do grupo, os partidos que mais se identificaram com os ideais do Agora! são o PPS e a Rede Sustentabilidade. Os membros do grupo que quiserem disputar as eleições poderão se filiar a esses partidos. Porém, como se intitula suprapartidário, o Agora! pode ter integrantes em outros partidos e deixa os parceiros livres para o diálogo com outros movimentos.

 

 

 

 

Com Poder360

Posse de Cristiane Brasil é ameaçada por nova liminar

Posse de Cristiane Brasil é ameaçada por nova liminar

posse de Cristiane Brasil (PTB -RJ) como ministra do Trabalho está novamente ameaçada. Horas depois de o vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, suspender a liminar que impedia a posse da deputada federal na pasta, um grupo de advogados trabalhistas entrou com um pedido de suspensão no Supremo Tribunal Federal (STF), na noite deste sábado (21).

As ações movidas por juristas do Movimento dos Advogados Trabalhistas Independentes (Mati) maculam a vitória do Palácio do Planalto – após duas semanas de um périplo judicial envolvendo Cristiane Brasil.

O último recurso, que deu o resultado favorável à posse neste sábado, tinha sido protocolado na quinta-feira (18), pela Advocacia-Geral da União (AGU). Pelo menos outros dois recursos já tinham sido negados.

O Planalto já tinha marcado a cerimônia de Posse para esta segunda-feira (22) – uma das últimas decisões do presidente Michel Temer antes de embarcar para a Suíça – onde participará do Fórum Econômico Mundial em Davos.

Orlando Tolentino visita cidades e segue em ritmo de campanha eleitoral

Com a finalidade de firmar uma  base eleitoral para posteriormente se candidatar e  concorrer a  uma das vagas na  da Assembleia Legislativa de Pernambuco de Pernambuco, o assessor especial do prefeito de Petrolina,Orlando Tolentino (MDB), quer ir mais além e espera ser ungido pelo senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), para que assim com outros,  possa compor o time que  apoiará  a chapa que terá Fernando Bezerra como candidato ao governo estadual.

Tolentino, ultimamente, foi elogiado pela coragem de ter pedido a dissolução do Diretório estadual  do MDB em Pernambuco, pelo fato de  alguns do partido se contraporem a filiação do senador FBC. Neste sábado (20),  Tolentino fez articulações políticas e participou da missa de São Sebastião, padroeiro da cidade de Ouric0uri, depois seguiu viagem para  Exu e Bodocó.

“Vamos continuar conversando e apresentado a nossa proposta à população pernambucana sobre segurança pública e outros temas de interesse da comunidade. Estamos vivenciando um sentimento de renovação na política para a ALEPE, e nós temos propostas e projetos para Pernambuco”, comentou.

Cadê os fiscais do Povo?Vereadores se calam sobre processo seletivo em Petrolina

Resultado de imagem para 23?

 

 

23 vereadores em Petrolina, e apenas um (pasmem!) ,se pronunciou sobre o processo seletivo de professores temporários, realizado na cidade pela prefeitura em parceria com a FACAPE. Um processo mal feito, que deixou danos em várias mentes de professores na cidade.

Vistos como fiscais do povo, dessa vez, eles deixaram e muito a desejar. Gabriel Menezes, um dos oposicionistas ao governo Novo Tempo, foi o único que se pronunciou sobre o assunto e até gravou um vídeo onde perguntava se o processo era uma brincadeira com a população e principalmente com aqueles que acreditavam que fariam uma prova correta, mas que no fim, não passou de um engodo desmedido.

Essa “brincadeira”, por assim dizer, elevou a temperatura na cidade, e os professores,  já olham com desconfiança para o novo processo que está marcado para o dia 28 deste mês. O anterior, foi anulado, por conta de diversas reclamações e queixas de plágio nas questões das provas aplicadas.

E a perguntas são : Cadê os fiscais ? Cadê os vereadores,sejam eles de situação ou oposição! Cade eles para defender a verdade?Cadê a Comissão de Educação da Casa Plínio Amorim?

Os professores neste sábado, 20, enviaram ao blog@lingua uma carta aberta onde relatam suas desconfianças quanto ao novo processo. Acompanhe:

Carta de desabafo dos professores contratados da rede municipal de Petrolina

Nesses último anode 2017  temos assistido a dissolução deste novo tempo glorioso, inspirando terror aos professores contratados. Como se não bastasse uma nova seleção, para esses mesmo professores, que ainda estava em vigência o edital da seleção de 2016 nº 003/2016, onde os mesmos foram aprovados, tiveram que se submeter a uma nova seleção 2018, de edital n°00/2017.

Contudo,  os professores se depararam com uma prova, com questões plagiadas, pois a mesma prova de língua portuguesa e matemática, era para todos os cargos, sendo que a as provas aconteceriam em dias diferentes, dia 16/01/2018/17/01/2018 e 18/2018.

Os professores vivenciaram momentos de desespero diante tanto erros, isso é brincar demais com os sentimentos e emoções dos professores, que precisam dessa renda para sobreviver. Para piorar, no dia 17/01/2018 a instituição Facape, dá uma nota no GRTV, dizendo que foi uma empresa terceirizada que elaborou as provas, e que  os candidatos do dia 18, não iriam fazer mais nessa data, mas sem divulgar o nome dessa empresa terceirizada e  já  marcando uma nova data para o dia 28/01/2018. Diante disso tudo, fica  a pergunta: os professores tem condição psicológica de realizar uma nova prova, com toda insegurança, pois ninguém garante que não vai haver os mesmo erros.  Entretanto o que podemos esperar desse novo tempo?

Esse governo que ganhou as eleições,  prometeu nas suas campanhas valorização dos professores. Será que vai dar tempo localizar todos os professores, para dar inicio a o ano letivo, ou os alunos também vão ser prejudicados

Outra  pergunta que fica no ar, que certamente muitas pessoas tem feito é: a quem cabe fiscalizar o município? Sendo que o edital n°00/2017, não passou pela bancada de vereadores e foi publicado com inúmeros erros.  Agora quem nos livrar dessa tortura psicológica , que nós  professores contratados estamos vivenciando?

Desabafo da comissão de professores.

23 vereadores em Petrolina, e apenas um , falou sobre o processo seletivo de professores temporários realizado na cidade pela prefeitura em parceria com a FACAPE. Um processo mal feito, que deixou danos em várias mentes de professores na cidade.

23 vereadores em Petrolina, e apenas um , falou sobre o processo seletivo de professores temporários realizado na cidade pela prefeitura em parceria com a FACAPE. Um processo mal feito, que deixou danos em várias mentes de professores na cidade.Vamos em frente.

Rede busca voluntários para a pré-candidatura de Marina Silva ao Planalto

 

 

Marina Silva durante entrevista em São Paulo (Foto: Letícia Moreira/ÉPOCA)

A Rede Sustentabilidade decidiu buscar voluntários para a pré-candidatura de Marina Silva ao Palácio do Planalto. Segundo o convite, disponível no site da legenda, não é necessário ser filiado. Uma das sugestões é que o voluntário se “mobilize pelos sonhos”. Ou seja: que contribua na elaboração do programa de governo de Marina. Mas o site oferece outras alternativas ao colaborador, como criar poesias, produzir memes ou, ainda, ligar para conhecidos a fim de pedir apoio.

No final da ficha de inscrição, porém, a legenda deixa claro que o voluntário não receberá “remuneração de nenhuma ordem” nem deve sonhar com algum “vínculo empregatício”.

STJ derruba liminar e abre caminho para posse de Cristiane Brasil

STJ derruba liminar e abre caminho para posse de Cristiane Brasil

Em uma vitória para o Palácio do Planalto, o vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, suspendeu a liminar que impedia a posse da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) como ministra do Trabalho. A decisão foi favorável a um recurso protocolado na quinta-feira (18) no STJ pela Advocacia-Geral da União (AGU).

O assunto foi tratado em reunião realizada neste sábado no Palácio da Alvorada entre o presidente Michel Temer, os ministros Torquato Jardim (Justiça) e Grace Mendonça (Advocacia-Geral da União) e o subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, Gustavo Rocha.

No recurso, representando o governo federal, a AGU alega que decisão judicial que barrou a posse de Cristiane, decretada pela primeira instância da Justiça e mantida pelo Tribunal Regional Federal da 2º Região (TRF-2), estava interferindo “drasticamente” no poder Executivo, provocando “danos à gestão governamental”, risco ao Ministério do Trabalho, e “grave lesão à ordem pública”, além de desrespeitar ato privativo do presidente da República.

O juiz federal Leonardo da Costa Couceiro, da 4ª Vara Federal de Niterói (RJ), ao suspender a posse, em resposta a uma ação popular, disse que a escolha da parlamentar por Michel Temer desrespeita a moralidade administrativa, porque Cristiane já foi condenada pela Justiça trabalhista.

Tentativas

Temer nomeou Cristiane, filha de Roberto Jefferson, como ministra do Trabalho no dia 4 de janeiro, e a posse foi suspensa no dia 8, por decisão liminar emitida pelo juiz Costa Couceiro, da primeira instância da Justiça.

No dia seguinte após ser suspensa, quando o evento de posse estava pronto para ocorrer no Palácio do Planalto, o TRF-2 negou recurso apresentado pela AGU e manteve a ordem emitida pelo juiz de Niterói. No dia 10, a AGU apresentou novo recurso ao próprio TRF-2. A própria Cristiane também recorreu, e os dois pedidos foram analisados pelo juiz federal Vladimir Vitovsky, substituto do desembargador federal José Antonio Neiva no TRF-2. De novo, o pedido da AGU havia sido negado.

 

 

 

 

Com informações do Estadão Conteúdo.

E agora?Cursos técnicos deixam a desejar em Petrolina

 

 

 

Enquanto a formação deixa a desejar, as exigências do mercado aumentam. Por conta disso,estudantes de cursos técnicos em Petrolina, procuraram a redação do Blog @língua, para contar as agruras que estão passando  em sala de aula. Segundo os alunos de três cursos na cidade, os proprietários dos cursos técnicos  , tem a preocupação visada somente  no lucro. Com mensalidades que vão de R$ 180, 00 a R$ 570, oo, os estudantes se queixam que para ter uma sequencia de aulas satisfatórias, eles precisam até comprar suprimentos para  que as aulas continuem.

“Estou à poucas semanas do curso de enfermagem  oferecido por uma entidade de curso técnico na cidade  e já estou descontente, pois estou percebendo que o que vendem para o público é o sonho de adquirir uma profissão técnica, mas pelo andar da carruagem vejo que não é bem assim”, desabafo de Kátia Amanda liberato, estudante do curso ténico de enfermagem de Petrolina.

Para baratear os cursos, muitos empreendedores , fazem contratos com professores inexperientes e que apenas sabem noções básicas  de cada matéria. A grita é geral por parte dos alunos que pedem a ajuda de autoridades, para que façam visitas aos estabelecimentos  para saber o que de fato vem acontecendo.

“Não quero desmerecer os professores, mas parece que a entidade de ensino que estudo  ,  tem visado só o lado dela priorizando melhor custo e benefício, ou seja, o lucro e a vantagem acima de tudo, acima dos anseios, necessidades e sonhos dos alunos”, disse Carla Amancio da Silva, também estudante e que cursa Radiologia técnica em petrolina.

“Expus junto à coordenação do curso o meu descontentamento em ter disciplinas, que creio eu,  serem importantes para quem quer focar a técnica em análises clinicas, uma vez que o curso é TÉCNICO, e a minha expectativa quando entrei, que era ter professor em sala de laboratório apto para ensinar , sobre coleta de material, como tratar o paciente, manejo de organicos  e sangue, que são a base de um curso com a nomenclatura de análises  clínicas. Claro que não dispensaria aula de ética e noções de biosegurança. Só que estão fazendo  o inverso, estão priorizando a parte teórica para sairmos do curso não técnicos, mas apenas com uma RELES NOÇÃO dos quesitos básicos da Análise’, disse Maria das dores Peixoto, aluna de análises clínicas em Petrolina.